Yuri Firmeza

São Paulo, SP, 1982.
Vive e trabalha em Fortaleza, CE.

Representado pela Casa Triângulo e Athena Contemporânea.

Indicado ao PIPA em 2011, 2012, 2013 e 2016.

Mestre em Artes Visuais pela ECA/USP, com bolsa de pesquisa Fapesp. Mestre em Artes Visuais pela ECA/USP, com bolsa de pesquisa Fapesp. Graduado em Artes Visuais pela Faculdade Grande Fortaleza, Fortaleza (2005). Dentre as exposições individuais destacam-se: 2013, “Turvações Estrátigráficas”, Museu de Arte do Rio; “Voragem”, Demolden Video Project em Santander, Espanha; 2011, “Vida da Minha Vida”, Centro Cultural Banco do Nordeste em Fortaleza. Dentre as exposições coletivas: 2014, Participou da 31º Bienal de São Paulo: “Como (…) coisas que não existem”; 2013, “Amor e Ódio à Lygia Clark”, Zacheta National Galleryof Art, Varsóvia, Polônia; “33º Panorama da Arte Brasileira: Formas Únicas de Continuidade no Espaço”, Museu de Arte Moderna de São Paulo; “Bienal MASP Pirelli de Fotografia”, Museu de Arte de São Paulo; 2008, “Laços do Olhar”, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo; 7o Festival de Performance de Cali, Colômbia; 2007, “Confrontações Poéticas”, CCBNB, Fortaleza; 2006, “Rumos Artes Visuais”, SP/RJ/ GO/SC;2005, “Espacios en transito” e Centro Cultural de Bellas Artes de Lima, Peru. Selecionado pelo projeto Bolsa Pampulha (2008), premiado na terceira edição do prêmio Marcantonio Vilaça SESI/ CNI e, em parceria com o artista Pablo Lobato, no projeto Marcantônio Vilaça Funarte (2009).

Video produzido pela Matrioska Filmes com exclusividade para o PIPA 2013:




Posts relacionados


Videos relacionados


O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA