Alexandre Brandão

(ultima atualização em abril/2019)

Belo Horizonte, MG, 1979.
Vive e trabalha em São Paulo, SP.

Indicado ao PIPA 2014 e 2019.

Utilizando-se de linguagens como desenho, vídeo e escultura sua obra é marcada por formas que flutuam entre o estranhamento e a familiaridade e resulta em objetos e imagens que sugerem um exercício de embaralhamento da ordem do mundo. Sua prática combina acaso, temporalidade, processos da natureza e da cultura com métodos artesanais de produção.

Tem participado de exposições incluindo “Dear Amazon: Anthropocene Project – Korea-Brazil Exchange Exhibition” (Seoul, Coréia do Sul, 2019); “In Memoriam” (Rio de Janeiro, 2017); “66º Salão Paranaense” (Curitiba, 2017) ; “60 Anos Museu + Residência”; (Belo Horizonte, 2017); “Bolsa Pampulha 2015/2016” (Belo Horizonte, 2016); ”Some False Moves” (Nova York, EUA, 2015); “Taipa Tapume” (São Paulo, 2014); “Batalhão de Telegrafistas”; (São Paulo, 2014); “18º e 17º Festival Internacional de Arte Contemporânea SESC Videobrasil” (SP, 2013 e 2011); “20 e poucos anos”; (São Paulo, Brasil);
“Bienal de Filmes de Arte de Colônia” (Colônia, Alemanha, 2005); “15º Festival Internacional de Arte Eletrônica Videobrasil”; (São Paulo, 2005). Entre as exposições individuais que realizou estão “Experimentos com o acaso” (Paris, França, 2016), “Chão” (São Paulo, 2015); “Alexandre Brandão – II Mostra do Programa de Exposições – CCSP”; (São Paulo, 2014), “Efeito sem causa” (São Paulo, 2013), “Quase sombra” (São Paulo, 2012) e “Entrebranco” (Belo Horizonte, 2006). Em 2010 foi premiado na “5ª Bienal Interamericana de Videoarte” (Washington DC, EUA) e em 2014 ganhou o prêmio “Bolsa de Residência Artística ICCo / SP-Arte” na instituição Residency Unlimited, em Nova York. Em 2018, integrou o programa de residência Pivô Pesquisa (São Paulo).

Vídeo produzido pela Matrioska Filmes com exclusividade para o PIPA 2014:

Site: www.alexandrebrandao.com


Posts relacionados



Videos relacionados




O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA