Conheça o vencedor do PIPA Online 2019

Após 16 dias de votação – considerando primeiro e segundo turnos – do PIPA Online 2019, foram contabilizados um total de 24.441 votos, distribuídos entre os 56 participantes da categoria. Ao fim do 2º turno, no dia 21 de julho, Denilson Baniwa conquistou o primeiro lugar com 1474 votos, sendo, assim, o vencedor do PIPA Online 2019. O artista será premiado com uma doação de R$ 15 mil e deverá doar uma obra para o Instituto PIPA, a ser definida em comum acordo entre o artista e a coordenação.

Mais uma vez, a categoria PIPA Online premia um artista de origem indígena e auxilia na visibilidade e inclusão de artistas com menos presença institucional. O prêmio online foi criado para divulgar através da internet o trabalho de artistas que estão menos presentes no eixo Rio-São Paulo, ou que não são naturais da Região Sudeste. Além disso, é importante que artistas que ainda não são representados por galerias possam ser reconhecidos pelo PIPA Online. No site, todos os votantes têm acesso igual ao trabalho de todos os artistas, através das páginas que apresentam obras e trajetória de cada um.

Em 2016, dois artistas indígenas, Jaider Esbell e Arissana Pataxó foram vencedores e receberam, respectivamente, R$10 mil e R$5 mil, doação que eles puderam investir em novos trabalhos. Valorizamos todas as formas de arte e queremos democratizar o acesso de artistas de todas as regiões do país.

CONHEÇA O VENCEDOR DO PIPA ONLINE 2019

Denilson Baniwa – Barcelos, Amazonas, 1984 | Vencedor do PIPA Online 2019

Denilson Baniwa, 35 anos, nasceu na aldeia Darí, no Rio Negro, Amazonas. Sua trajetória como artista inicia-se a partir das referências culturais de seu povo já na infância. Na juventude, o artista inicia a sua trajetória na luta pelos direitos dos povos indígenas e transita pelo universo não- indígena apreendendo referenciais que fortaleceriam o palco dessa resistência. Denilson Baniwa é um artista antropófago, pois apropria-se de linguagens ocidentais para descolonizá-las em sua obra. O artista em sua trajetória contemporânea consolida-se como referência, rompendo paradigmas e abrindo caminhos ao protagonismo dos indígenas no território nacional. Seu ser indígena o leva a inventar um outro jeito de fazer arte, onde processos de imaginar e fazer são por força intervenções em uma dinâmica histórica (a história da colonização dos territórios indígenas que hoje conhecemos como Brasil) e interpelações àqueles que o encontram a abraçar suas responsabilidades.

 

Sobre o PIPA Online

O PIPA Online é a categoria do Prêmio na qual todos os artistas indicados na edição vigente são convidados a participar. A participação não é obrigatória. O vencedor é definido pelo número de votos recebidos em sua página, aqui no site. O objetivo principal é divulgar todos os artistas indicados e a arte contemporânea brasileira através da internet.



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA