Ivan Grilo explora a ambiguidade entre o íntimo e o manifesto político

(São Paulo, SP)

No dia 01 de junho, abriu “Amanhã, logo à primeira luz”, a segunda exposição individual de Ivan Grilo na Casa Triângulo. Com curadoria de Tiago de Abreu, a mostra traz trabalhos que se situam na ambiguidade entre o relato íntimo e o manifesto político. 

“Estamos falando de política ou de amor? De algo que conecta essas duas coisas” diz o curador, que dialoga com o artista. As obras tratam de uma narrativa fantasiosa de um rei em derrocada, que através de uma autocrítica da atuação do artista como etnógrafo, constrói objetos e instalações tecendo sobre a atual crise de empatia (que origina a crise democrática), tendo como cenário não apenas o nacional. 

Parte dos trabalhos foram idealizados durante o período em que o artista esteve em residência em Nova Iorque, no AnnexB Art Residency, por isso tratam o deslocamento e o entendimento de migração como parte da pesquisa. “Implica num contínuo ato de escuta”, diz o artista. 

“Amanhã, logo à primeira luz”, individual de Ivan Grilo
Curadoria de Tiago de Abreu
de 01 de junho a 20 de julho, 2019

Casa Triângulo
Rua Estados Unidos 1324, Jardins, 01427-001, São Paulo, SP
Horário de Funcionamento: seg. à sáb. das 10 às 19h
contato: info@casatriangulo.com



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA