Confira novas vídeo-entrevistas e páginas atualizadas de artistas indicados à décima edição do Prêmio PIPA

Assista mais vídeo-entrevistas com artistas indicados ao Prêmio PIPA 2019, produzidas em pela Do Rio Filmes e publicadas esta semana. Nelas, você aprende mais sobre a obra, carreira, inspirações e muito mais de Marilá Dardot , Marina Camargo, Maxwell Alexandre, Pedro França, Pedro Varela e Rafael Alonso
Clique nos nomes dos artistas para ver suas páginas atualizadas.

Marilá Dardot 

Marilá Dardot é Mestre em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003). Trabalha com diversos meios, como vídeos, fotografias, gravuras, esculturas, pinturas, ações, instalações e site-specifics, sendo a linguagem e a literatura suas fontes de inspiração constante. Alguns de seus projetos propõem participação do público e colaborações com outros artistas.

Marina Camargo

Marina Camargo nasceu em Maceió, Alagoas, e viveu em Porto Alegre quase toda a sua vida. Estudou Artes Visuais no Instituto de Artes (UFRGS, Porto Alegre), onde também concluiu o mestrado em Artes Visuais em 2007 (ênfase em poéticas visuais). Estudou Cultura Visual na Universitat de Barcelona (Departamento de Bellas Artes, UB – Espanha). Recebeu a bolsa DAAD para artistas, quando foi estudar Alemanha, mais tarde recebendo o Diploma da Akademie der Bildenden Künste (AdBK) de Munique.

Maxwell Alexandre

Nascido no Rio de Janeiro em 1990, Maxwell Alexandre formou-se em Design pela PUC-RJ no ano de 2016 tendo participado, em 2009, do Curso de Fotografia para registros das Obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) nas favelas do Rio de Janeiro. A poética urbana do artista passa pela construção de narrativas e cenas estruturadas a partir de suas vivências cotidianas pela cidade e na Rocinha, local onde reside e trabalha. Sobre diferentes suportes como lonas de piscinas Capri, portas de madeira e esquadrias de ferro surgem personagens anônimos em situações recorrentes na favela.

Pedro França

Artista e membro da Cia Teatral Ueinzz. Frequentou cursos livres na Escola de Artes Visuais do Parque Lage entre 1998 e 2005. Fez Mestrado em História na PUC-Rio (2010). Entre 2006 e 2011 foi professor de História da Arte da Escola de Artes Visuais do Parque Lage e, atualmente dá aulas no MAM-SP e no Instituto Tomie Ohtake, São Paulo. Em 2010, trabalhou como curador da programação de filmes, performances e debates dos “Terreiros” dentro da 29ª Bienal de São Paulo. Em 2011 foi curador, junto com Fernando Cocchiarale, da exposição “Cavalos de Tróia” dentro da mostra “Caos e Efeito”, no Itaú Cultural.

Pedro Varela

As cidades que Pedro Varela desenha remetem muito mais à literatura do que a qualquer referência nas artes visuais. Como se esperassem um texto de Borges para as acompanhar, cuidam de manter grandes espaços em branco no papel. Podem ser miragens vistas à distância por um personagem das Mil e uma Noites, cidades com nomes de mulheres como as de Italo Calvino, ou castelos de um conto que guardamos da infância de nossa experiência literária.

Rafael Alonso

Graduado em Pintura e atualmente doutorando em Linguagens Visuais pela Escola de Belas Artes da UFRJ. Em suas obras propõe negociações entre seu cotidiano e sua prática artística – investiga as possibilidades de articulação entre a experiência do dia-a-dia e a pintura. Alonso experimenta campos de atuação para a cor, para a forma e para o gesto ao mesmo tempo em que não retira a pintura do seu modelo crítico de refletir sobre o seu tempo e lugar.

 



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA