“Necrobrasiliana” retrata Estado de Exceção no Brasil

(São Paulo, SP)

A partir do cruzamento anacrônico de narrativas sobre resistências e decadências, simbologias e personagens, espiritualidade e sincretismos, Thiago Martins de Melo utiliza os artifícios tradicionais da pintura para falar de questões relacionadas ao Estado de Exceção no Brasil.

A Galeria Leme/AD apresenta “Necrobrasiliana”, a primeira exposição do mais recente integrante do time de artistas da galeria, Thiago Martins de Melo. A série de trabalhos aborda conceitos relacionados à morte, através da ideia de Necropolítica, um conceito cunhado pelo sociólogo Achille Mbembe para falar de como a soberania e o poder ditam regras de quem pode viver e quem deve morrer. Ele usa isso para tratar de legados históricos do Brasil.

Na obra “Necrobrasiliana” (2019), o artista reúne grandes telas para representar um conjunto de circunstâncias que o assombram. Sobre fundo metalizado e ladeadas por dois pilares com cabeças de índios decepadas, além da figura imponente de Carlos Marighella, ativista político e escritor brasileiro, encontram-se camadas de imagens sobre momentos circunstanciais ligados ao extermínio e problemáticas enfrentadas pelas minorias. 

“Impactante” seria a melhor palavra para descrever as obras do artista. Não somente por causa da temática e das dimensões retratadas, mas pela exuberância formal. Camadas e camadas são sobrepostas e combinadas com outros tipos de materiais anexados, que extrapolam a bidimensionalidade da tela. Ele utiliza grandes quantidades de tinta de cores fortes, que tensionam narrativas alegóricas para tratar de temas intrínsecos às condições impostas pelo colonialismo no Brasil.

“Necrobrasiliana”, individual de Thiago Martins de Melo
Em cartaz 30 de março a 04 de maio, 2019

Galeria Leme/AD
Av. Valdemar Ferreira 130, São Paulo, SP
Horários de Funcionamento: Ter – Sex: das 10h às 19h, sáb: das 10h às 17h
info@galerialemead.com



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA