Último fim de semana da exposição “Navio de Emigrantes” de Leila Danziger

(São Paulo, SP)

Para encerrar a exposição “Navio de Emigrantes” , que permanece em cartaz até o dia 31 de março, no sábado, dia 30, às 11h, haverá uma conversa em torno da exposição com o curador, o crítico e professor da Unicamp Márcio Seligmann-Silva, e a artista, além de distribuição de catálogos.

Entre 1935 e 1939, quatro navios chegaram ao porto do Rio de Janeiro trazendo refugiados do nazismo. Desencadeada por lembranças afetivas – seu pai e avós escaparam da Alemanha nazista a bordo do navio Aurigny -, a artista Leila Danziger, indicada ao PIPA 2019, fez um levantamento das listas de passageiros que estavam presentes nos navios. E destes resultados surgiu a primeira das duas grandes séries que compõem sua exposição individual. 

A mostra de Danziger convida o visitante a uma experiência expandida do espaço do arquivo e tem como ponto de partida memórias da família da artista, ampliando-se na construção de narrativas da memória coletiva e reconfigurações geopolíticas. A segunda série parte de material encontrado na internet acerca daqueles que nos últimos anos tentam fugir do Oriente Médio e da África, atravessando o Mar Mediterrâneo.

A mostra dialoga com a pintura “Navio de emigrantes”, de Lasar Segall (c. 1939/41, óleo s/ tela, 230 x 275 cm), que retrata a viagem de famílias ou solitários fugindo, num navio, da guerra, fome e miséria de sua terra natal, é crucial neste projeto”, destaca o curador da exAposição, Raphael Fonseca. “A obra, uma das referências do modernismo, orienta os dois eixos da exposição: um que diz respeito à sobrevivência, o início de uma nova vida em um novo país; e o outro à incerteza, uma vez que os refugiados retratados na pintura encontraram um navio, mas não sabemos se encontrarão um porto”, explica ele. 

A partir de operações de apropriação, transferência, deslocamento e ressignificação dos documentos encontrados, a artista apresenta imagens diferentes em torno desse eixo. Segundo ela, “na exposição busquei construir uma cartografia sensível, a partir da memória dos sobreviventes assim como dos vestígios dos náufragos e desaparecidos”. A mostra atesta a atualidade do artista Lasar Segall (falecido em 1957), evidenciando e rendendo homenagem aos 60 anos de sua morte. NAVIO DE EMIGRANTES, ao propor o cruzamento entre presente e passado, reforça a dimensão histórica dos fatos recentes e contribui para que o visitante seja especialmente sensibilizado para uma importante reflexão sobre as políticas da memória na contemporaneidade e também contribui para o conhecimento da história da arte no Brasil.

“Navio de Emigrantes”, individual da Leila Danziger
Curadoria de Raphael Fonseca
Em cartaz 15 de janeiro a 31 de março, 2019

Caixa Cultural São Paulo
Praça da Sé, 111 – Centro – São Paulo
Horário: de terça-feira a domingo, das 9h às 19h
Entrada gratuita.



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA