Iniciação. Marcelo Amorim. 2010

Marcelo Amorim explora papel da escola na formação de ‘visões de mundo’

(Ribeirão Preto, SP)

O que aprendemos sobre as normas, estruturas e relações que organizam a sociedade durante todo o nosso processo de alfabetização na escola? Que visões de mundo estão presentes nos textos e imagens dos livros didáticos que nos ensinam a ler?

Estas são algumas das questões que o artista goiano Marcelo Amorim pesquisa desde 2009. O papel da escola e seus dispositivos na formação de visões de mundo a partir de conteúdos curriculares é o ponto principal da sua tese desenvolvida ao longo dos anos. Em “Escola Normal”, exposição individual no MARP – Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi, Amorim explora a normatividade em imagens e textos de cartilhas e livros didáticos brasileiros utilizados em todo o Brasil na primeira metade do século XX. A mostra e a programação têm a curadoria da educadora e escritora Valquíria Prates e do diretor do MARP Nilton Campos.

Com abertura no dia 15 de fevereiro, a exposição reúne a produção do artista em forma de desenhos, vídeos e um livro de artista. Como ponto de partida, ele tomou a série Proençade livros didáticos, publicados entre as décadas de 1920 e 1950. O material foi usado por gerações de professores de alfabetização em escolas em todo o Brasil. Para o artista, “é importante ler essas imagens diacronicamente. Não se trata apenas de constatar o passado, mas de percebê-lo em sua evolução no tempo. Rever estas imagens deixa claro que a função social da escola e do livro didático pode ser considerada como um poderoso instrumento pela manutenção de regras, comportamentos, padrões sociais até os dias de hoje”.

No mesmo espaço, serão realizados encontros de formação de professores, conversas, debates e outras proposições em torno dos assuntos da mostra. Um grupo de educadores do MARP receberá escolas, grupos e outros visitantes para conversas diariamente.

“Escola Normal”, individual de Marcelo Amorim
Curadoria Valquíria Prates e Nilton Campos
Em cartaz de 16 de fevereiro a 10 de abril

MARP – Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi
Rua Barão do Amazonas, 323, Ribeirão Preto – SP
Horário de funcionamento: ter-sex, das 9h às 18h; sab, das 12h às 17h



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA