“Atos da transfiguração: receita de como fazer um santo”, 2015, performance, duração: 30 minutos

Antonio Obá expõe críticas sociais ao próximo governo federal para jornal inglês

(Londres, Reino Unido)

Em matéria publicada pelo jornal inglês The Guardian “Death threats and denunciations: the artists who fear Bolsonaro’s Brazil” (Ameaças de morte e denúncias: artistas que temem o Brasil de Bolsonaro), Antonio Obá, finalista do Prêmio PIPA 2017, admite que se mudou para a Europa após receber diversos ataques nas redes sociais. Obá foi alvo de insultos e ameaças após praticar a performance “Atos de transfiguração: receitas de como fazer um santo”, em setembro de 2017, em que ralava uma imagem de gesso de Nossa Senhora Aparecida até transformá-la em pó. Com os restos da imagem, ele cobria o próprio corpo, negro e nu, com o pó branco como crítica ao racismo velado da sociedade brasileira e ao preconceito às religiões de matriz africana.

Obá diz que pertence a uma família católica e que quase se tornou seminarista. O objetivo do trabalho do artista, segundo ele, é rever suas raízes raciais e familiares, como “pesquisa do artista estão o sincretismo religioso, a miscigenação, as raízes afro-brasileiras e o erotismo”. No entanto, a performance foi interpretada de forma política e distorcida. Antonio Obá mora na Europa desde o ano passado, por conta do medo das ameaças que recebeu pela internet de grupos religiosos e conservadores.

Na matéria, outros artistas brasileiros também demonstraram medo das retaliações que estão sendo praticadas no contexto da arte, no país. Wagner Schwartz, artista que ficou conhecido pela performance que apresentou no MAM-SP, no ano passado, em que foi tocado nu por uma menina de quatro anos (encorajada pela mãe) durante a cena, afirmou que recebeu ameaças de morte por incitar “pornografia”. Regina Vater, Fernanda Brenner e Igor Vidor também falam sobre os receios quanto aos ataques que estão sendo praticados à arte no Brasil.

Para ler a matéria completa, acesse https://www.theguardian.com/artanddesign/2018/nov/07/brazil-artists-death-threats-censorship-intimidation-jair-bolsonaro



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA