Adriano Motta, Cadu, Eduardo Berliner e Paulo Vivacqua apresentam “Projeto Cavalo: Quadrivium 8 patas”

(São Paulo, SP)

Comuns ao significado do carrossel talvez sejam as noções de infância e de tempo cíclico. Contudo, na exposição “Projeto Cavalo: Quadrivium 8 patas”, os artistas Adriano Motta, indicado ao Prêmio PIPA 2014 e 2016, Cadu, vencedor do Prêmio PIPA 2013 e indicado em 2010, 2011, 2012, Eduardo Berliner, finalista do Prêmio PIPA 2011 e indicado em 2010, 2014 e 2018, e Paulo Vivacqua, indicado ao Prêmio PIPA 2011, 2012 e 2015, desenvolveram ideias individuais e coletivas do objeto, em que cada artista interferia de forma provocativa e complementar ao trabalho do anterior.

A coleção de desenhos, pinturas, objetos, vídeos e esculturas foi desenvolvida ao longo de um ano pelos artistas, através de uma proposta do Instituto Tomie Ohtake, de São Paulo, o Arte Atual. Nesse programa, o Núcleo de Pesquisa e Curadoria sugere um tema para o grupo de artistas selecionado criar mostras que experimentem e se aproveitem dos espaços entre ateliês para produzir conteúdos coletivos.

Os artistas já haviam apresentado a iniciativa na Galeria de Arte Jacarandá, no Rio de Janeiro, este ano, e até 20 de novembro continuam em cartaz em São Paulo.

“Projeto Cavalo: Quadrivium 8 patas”, coletiva com Adriano Motta, Cadu, Eduardo Berliner e Paulo Vivacqua
Em cartaz de 11 de outubro a 20 de novembro de 2018

Instituto Tomie Ohtake
Av. Brigadeiro Faria Lima, 201, Pinheiros, São Paulo
Horário de funcionamento: ter – dom, das 11h às 20h
11 2245 1900


O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA