Deyson Gilbert e Leopoldo Ponce Galeria Jaqueline Martins

Projeto “1:1” inaugura segunda edição com Deyson Gilbert e Leopoldo Ponce

(São Paulo, SP)

Onde está a arte? Mais importante: onde ela pode estar? As perguntas movem o projeto “1:1”, parceria da Galeria Jaqueline Martins e o curador Bruno de Almeida inaugurada em abril deste ano. Convidando artistas a elaborar trabalhos desenvolvidos em parte no espaço da galeria, em parte em outro estabelecimento (a única condição é que ele esteja situada a uma distância a pé da Jaqueline Martins), o “um para um” força os visitantes a ultrapassar o ambiente artístico tradicional, conectando trabalhos às dinâmicas sócio-espaciais da cidade.

Se na edição inaugural do projeto, “Reprodução assistida”, João Loureiro decidiu ocupar um açougue, desta vez os artistas Deyson Gilbert e Leopoldo Ponce correlacionam o espaço da galeria com o Museu da Santa Casa de São Paulo. A dupla parte de uma tentativa de assassinato do então presidente do Brasil Prudente de Moraes – o primeiro civil a ser eleito para o cargo, e por via direta, vale acrescentar – para questionar e repensar a nossa noção de história causal, linear. Exibindo uma ilustração do atentado em um aparelho de raio-X dos anos 1930 na Santa Casa ao mesmo tempo em que se propõem a recriar, tridimensionalmente, a cena do crime na sala de exposição da Galeria Jaqueline Martins, Gilbert e Ponce refutam a ideia de uma verdade absoluta, objetiva, “científica”.

“A vontade de “ver-além-de” está na gênese de vários equipamentos médicos e científicos, mas as capacidades projetivas e subjetivas da visão escapam ao diagnóstico dos aparelhos oftalmológicos,” escreve Bruno de Almeida no texto curatorial da mostra. “Onde e como se nutre a capacidade de enxergar além do que supostamente devemos ver? Como é que se provoca um modo deliberadamente “oblíquo” de olhar? E quais são as suas consequências?”, questiona.

Uma das obras exibidas no projeto

“1:1”, individual de Deyson Gilbert e Leopoldo Ponce
Curadoria de Bruno Almeida
Em cartaz de 07 de agosto a 08 de outubro de 2018
Abertura: Sábado, 04 de agosto, de 14h às 18h

Galeria Jaqueline Martins
Dr. Cesário Mota Junior, 443
Funcionamento: ter – sex, 10h às 19h; sáb, 12h às 17h
T: (11) 2628-1943
contato@galeriajaquelinemartins.com.br



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA