Daniel Albuquerque, "Retoque"

Daniel Albuquerque apresenta a individual “Batom”

(Rio de Janeiro, RJ)

Um misto de prótese bucal e cinzeiro do tamanho de uma banheira. Assim é “Retoque”, obra responsável por saudar os visitantes de “Batom” a partir desta quinta-feira, 26 de julho. A individual de Daniel Albuquerque na Galeria Cavalo relaciona rituais e prazeres cotidianos com uma pesquisa sobre cor e representação, exibindo uma seleção de esculturas e obras em tricô recentes. Entre os destaques, estão trabalhos em cerâmica e gesso em formas de chicletes mastigados, línguas contorcidas e cigarros – o tabagismo, aliás, é um dos temas recorrentes da exposição.

Os trabalhos tridimensionais de Albuquerque se misturam a pinturas de Camila Oliveira Fairclough no espaço da Galeria Cavalo. “Shaka Sign” é a primeira individual no Brasil da carioca radicada em Paris, e reúne uma série inédita de pinturas reproduzindo obras de artistas do movimento Neo-Concreto, como Hélio Oiticica, Lygia Clark e Willys de Castro. A surpresa vem do suporte dos trabalhos, bermudas de poliéster com estampas praianas esticadas em chassis. Os itens de vestimenta dão, aliás, uma pista para o título da individual. “Shaka Sign” é o nome original do gesto havaiano conhecido como “hang loose”, muito usado pelos surfistas.

“Acredito que podemos ler imagens e formas. Eu não escolho entre os dois. É equivalente,” declara Camila. Fundadores da Cavalo, Ana Elisa Cohen e Felipe Pena parecem concordar. Afinal, tanto “Batom” quanto “Shaka Sign” usam seus respectivos suportes para pensar de novas maneiras o corpo.

 

“Batom”, individual de Daniel Albuquerque + “Shaka Sign”, individual de Camila Oliveira Fairclough
Em cartaz de 26 de julho a 1º de setembro de 2018
Abertura: Quinta-feira, 26 de julho, às 18h

Galeria Cavalo
Rua Sorocaba, 51, Botafogo
Funcionamento: ter – sex, 12h às 20h; sáb, 13h às 17h
T: (21) 2267-7654
info@galeriacavalo.com



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA