Camile Sproesser, "molly bloom will yes", 2018, óleo sobre tela, 190 x 150 Camile Sproesser

Ana Prata e Bruno Dunley assinam curadoria de “Pantera Serpente e outros amuletos”

(Rio de Janeiro, RJ)

Cores vibrantes, rabiscos adolescentes, frases soltas. Os elementos marcam as vinte telas à óleo que a paulistana Camile Sproesser reúne em sua individual de estreia, “Pantera Serprente e outros amuletos”. Inaugurada na Galeria Mercedes Viegas na terça-feira, 27 de março, a mostra tem curadoria dos também pintores Ana Prata e Bruno Dunley. É a primeira, aliás, que alerta para o fato de que a aparente alegria dos quadros oculta uma dimensão mais profunda.

– Não se trata de uma pintura contemplativa – define no texto de introdução à mostra. – Por trás de uma aparente festa que se consome rapidamente, de certa euforia de cores e “coisas”, por trás dessa sensualidade melequenta de tinta, me parece haver uma necessidade ansiosa de dar conta deste mundo.

A artista, de 33 anos, concorda com a mentora. Escondendo pistas interpretativas nos títulos das obras – que costumam dialogar com toda sorte de ícones culturais, como livros (“molly bloom will yes” cita a famosa personagem de Ulysses, de James Joyce), cantores (“Vashti Bunyan”) e a própria história da arte (“ceci n’est pas un gâteau” brinca com o famoso cachimbo de René Magritte) – ela contou à coluna de Lu Lacerda que a ambiguidade dos seus quadros é proposital:

– Os trabalhos podem ser satíricos e assustadores ao mesmo tempo. Depende de como você olha para eles – resume. – Com isso, quero criar uma atmosfera bem humorada, trabalhando o improvável, criando certa desconfiança semiótica. Confira algumas vistas da exposição abaixo:

“Pantera Serpente e outros amuletos”, individual de Camile Sproesser
Curadoria de Ana Prata e Bruno Dunley
Em cartaz de 28 de março a 28 de abril

Galeria Mercedes Viegas
Rua João Borges, 86 – Gávea
Funcionamento: seg – sex, 11h às 19h; sáb, 15h às 19h
T: (21) 2294-4305
galeria@mercedesviegas.com.br



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA