Laura Vinci, "Morro Mundo", 2017 / Pat Kilgore Galeria Nara Roesler

“Morro Mundo”, de Laura Vinci, é exibida em São Paulo

(São Paulo, SP)

Depois de uma temporada na sede carioca da Galeria Nara Roesler no ano passado, é a vez dos paulistas serem tragados pela fumaça branca de “Morro Mundo”. É que neste sábado, 24 de fevereiro, Laura Vinci inaugura sua instalação no espaço da galeria no Jardim Europa, às 11h da manhã.

A instalação é formada por uma tubulação de vidro suspensa por cabos de aço. À medida que os visitantes caminham pelo espaço expositivo, sensores de presença liberam uma fumaça branca – nada mais do que vapor d’água –, através dos tubos. É possível observar o caminho da neblina antes que ela invada o local, desnorteando os visitantes.

Depois, a graça é perder-se, usando os objetos dourados espalhados pelo local (de acordo com a artista, espécies justamente de “ampulhetas, bússolas, mapas e outras ferramentas de medição, que podem nos ajudam a seguir viagem”) para se reorientar de novo. Para o poeta Carlito Azevedo, autor do texto de introdução da mostra, um exercício valioso:

– A forte tensão interna entre a necessidade ou obrigação de orientação, de peso e medida, e a tentação ou castigo do perder-se, às cegas, tensão entre levitação e desabamento, cria uma espécie de movimento aqui que tem algo de prova de resistência. Tudo é fumaça, mas, parafraseando D. H. Lawrence, qualquer bússola, qualquer balança, somos nós tocando o inaudível sinete de nossa presença no caos – escreve.

“Morro Mundo”, individual de Laura Vinci
Em cartaz de 26 de fevereiro a 24 de março de 2018
Abertura: Sábado, 24 de fevereiro, às 11h

Galeria Nara Roesler
Av. Europa, 655 – Jardim Europa
Funcionamento: seg – sex, 10h às 19h; sáb, 11h às 15h
T: (11) 2039-5454
info@nararoesler.com.br



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA