Felipe Morozini, "The City that has been painted II", 2007

Coletiva aborda a relação entre superfície, corpo e cidade

(Rio de Janeiro, RJ)

Geralmente tida como algo a se desconfiar, a ‘superficialidade’ pode descrever análises e interpretações rasas, frágeis e, às vezes, óbvias. Em “Superfícies sensíveis | Pele | Muro | Imagem”, no entanto, a superfície é abordada por outro ponto de vista, sendo explorada como potência, como possibilidade crítica e estética.

Reunindo trabalhos de 21 jovens artistas contemporâneos brasileiros, entre eles Yuri Firmeza, Jared Domício, Matias Mesquita, Yana Tamayo, a exposição apresenta um olhar sobre a cidade enquanto superfície e a sua relação com o corpo, investigando os limites entre esses dois espaços, ambos superfícies e camadas. Apesar dos artistas participantes serem de uma geração recente na arte, as obras estabelecem um diálogo passado da nossa produção artística ao mesmo tempo em que apresentam rotas para o futuro.

“Superfícies sensíveis | Pele | Muro | Imagem”, coletiva com Vogler, André Parente, Bruno Baptistelli, Felipe Morozini, Fernanda Gomes, Fernando Gonçalves, Filipe Acácio, Iris Helena, Jared Domício, Juliane Peixoto, Katia Maciel, Manoela Medeiros, Matias Mesquita, Milena Travassos, Néle Azevedo, Raoni Shaira, Raphael Couto, Ricardo Theodoro, Yana Tamayo, Yuli Yamagata e Yuri Firmeza.
Curadoria de Ícaro Ferraz Vidal Jr. e Laila Melchior
Em cartaz de 09 de janeiro até 04 de março de 2018

Caixa Cultural RJ
Av. Almirante Barroso, 25 – Centro
Funcionamento: ter – dom, 10h às 21h
T: (21) 3980-3815
caixaculturalriodejaneiro@caixa.gov.br



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA