Luiz Mauro, "Ateliê Roy Lichtenstein nº 2"

Luiz Mauro apresenta “Na escuridão do ateliê nasce a luz”

(Goiânia, Goiás)

O artista Luiz Mauro apresenta no Centro Cultural da UFG a série “Ateliê”, resultado de um longo trabalho de pesquisa e produção. “Na escuridão do ateliê nasce a luz” reúne trabalhos que o artista vem produzindo desde 2012, mas cujo projeto já existia desde 1997. Tudo começou com uma imagem do ateliê de esculturas do artista alemão Georg Baselitz. Partindo do registro fotográfico, Luiz Mauro transforma as imagens de ateliê em desenhos-pintura, usando nanquim e tinta a óleo.

O artista iniciou a série com o ateliê de Claude Monet, inicialmente usando só nanquim. “Trabalhei muito tempo somente com o nanquim, mas só fui conseguir obter o resultado que buscava quando o associei à tinta a óleo, que trouxe mais força e densidade à pintura”, comenta o artista. Atravessando temas como memória, subjetividade e mergulhando na história da arte e no exame de espaços arquitetônicos, Mauro começou uma pesquisa por fotografias de ateliês de artistas em revistas de arte, livros e na internet, fazendo a seleção de imagens tendo como critério o alto contraste e as manifestações plásticas da luz entre o preto e o branco. “É justamente a representação da luz que interessa a Luiz Mauro ao realizar a transposição das imagens fotográficas para outro suporte, com outros meios e com uma linguagem sem lugar, que transita entre desenho e pintura”, comenta o curador da mostra, Divino Sobral.

Ao todo são 18 obras na exposição – algumas delas inéditas – que retratam os ambientes de criação de artistas brasileiros, como Rubem Valentim e Lygia Clark e artistas de diversos outros países, como Claude Monet, Auguste Renoir, Anish Kapoor, Ad Reinhardt, Roy Lichtenstein, entre outros.  

“Na escuridão do ateliê nasce a luz”, individual de Luiz Mauro
Curadoria de Divino Sobral
Em cartaz de 21 de novembro de 2017 até 26 de janeiro de 2018

Centro Cultural da UFG
Av. Universitária, 1533 – Setor Leste Universitário
Funcionamento: seg – sex, 9h às 18h
T: (62) 3209-6251



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA