Chico Amaral

“Tropikos”, individual de Chico Amaral, reflete sobre a relação entre paisagem e identidade

(Belo Horizonte, MG)

Entre os dias 16 de setembro e 06 de outubro, o térreo do CCBB BH se transformará numa espécie de sala de estar onde objetos domésticos se tornam obras. São instalações montadas sobre mesas de jantar, mesas de centro, cadeiras e bancos que, como num jogo, convidam o público a interagir com esses trabalhos e explorá-los a partir do deslocamento. Em “Tropikos: notas sobre o entorno”, individual de Chico Amaral, o deslocamento ao redor da obra revela um entorno até então despercebido, que o olhar deixou escapar.

O fio condutor da exposição é o conceito da palavra grega “tropikos”, que significa uma volta completa. Sob a curadoria de Ana Cândida Avelar, membro do Comitê de Indicação do Prêmio PIPA 2017, as noves obras exibidas lidam com a relação entre paisagem e identidade, propondo uma jornada pelo visto e não visto.

Na exposição, o artista compartilha suas “notas sobre o entorno”, jogando com aquilo que se oculta na paisagem e dentro de cada um. Sete dos nove trabalhos expostos foram produzidos a partir do reencontro do artista com o Brasil, que passou uma longa temporada distante do país. “O berço” é a tradução mais dura desse momento, com fotos de sem-teto abrigados sobre barracas de vidro dispostas em uma singela mesinha de centro.

“Tropikos: notas sobre o entorno”, individual de Chico Amaral 
Curadoria de Ana Cândida Avelar
Em cartaz de 16 de setembro até 06 de outubro de 2017

CCBB BH 
Praça da Liberdade, 450
Funcionamento: qua – seg, 9h às 21h
T: (31) 3431-9400

 



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA