Guy Veloso

“Feito poeira ao vento”, no Museu de Arte do Rio, celebra a arte da fotografia

(Rio de Janeiro, RJ)

Demorou até que a fotografia, surgida em finais do século XIX, fosse considerada arte. Vide a máxima de Baudelaire de que “a fotografia não passa de refúgio de todos os pintores frustrados”, foi só ao longo do século XX que o meio se firmou para além de sua função documental original.

É, assim, celebrando a apropriação artística da fotografia que o Museu de Arte do Rio (MAR) apresenta “Feito poeira ao vento”. Com abertura marcada para este sábado, 19 de agosto, a exposição revela ao público a coleção fotográfica do museu, que inclui, entre outros, obras de Marc Ferrez e Pierre Verger, além de diversos participantes do Prêmio PIPA, como os indicados Luiz BragaGuy Veloso, Julio Leite, Yuri Firmeza, Pablo Lobato, Raul Mourão, os finalistas Jonathas de AndradeBerna Reale (também vencedora do PIPA Online 2012) e Rodrigo Braga (que ganhou também o PIPA Voto Popular Exposição 2012) e o grande vencedor do Prêmio PIPA 2016 Paulo Nazareth.

Além de fotografias em si, a coleção conta ainda com experimentos em plataformas como livro, filme, instalação, pintura e performance. Atesta, assim, a operação fotográfica como um gesto capaz de ir além de si mesmo, brincando entre os limites da realidade e a ficção e reinventando o mundo.

“Feito poeira ao vento: Fotografia na Coleção MAR”
Em cartaz de 19 de agosto de 2017 a 1º de julho de 2018

Museu de Arte do Rio (MAR)
Praça Mauá, 5 – Centro
Funcionamento: seg – dom, 10h às 18h
T: (21) 3031-2741



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA