Cinco novas vídeo-entrevistas exclusivas com os artistas indicados ao Prêmio PIPA 2017

Dando continuidade à série de posts de vídeos entrevistas com os artistas indicados ao Prêmio PIPA 2017, apresentamos hoje cinco novos vídeos com os artistas Éder Oliveira, Lyz Parayzo, Felipe Meres, Regina Parra e Orlando da Rosa Farya.  

Através dos vídeos, o público entra em contato com as obras, história e expectativas do artista. Essas vídeo entrevistas são postados nas páginas dos artistas, onde o visitante pode encontrar outros materiais e informações sobre o trabalho e a trajetória artística dos indicados.

Éder Oliveira

O trabalho de Éder Oliveira, finalista do Prêmio PIPA 2017, transita pelos temas de imagem e identidade, quase sempre partindo do retrato para elaborar uma discussão sobre  sujeitos marginalizados socialmente. Oliveira se apropria, muitas vezes, de fotografias de jornal e intervém nesses retratos através da pintura, num processo de ressignificação das imagens que confere àqueles rostos das fotos, antes anônimos, um novo protagonismo. Conheça os 4 finalistas da oitava edição do Prêmio PIPA 2017 e os prêmios à quais estão concorrendo. 

Acesse a página de Éder Oliveira, para conhecer mais sobre sua obra e ver outros vídeos e imagens de trabalhos.

Lyz Parayzo

A artista Lyz Parayzo, indicada pela primeira vez ao Prêmio este ano, se identifica como manicura e puta-pornô-terrorista e associa sua atividade enquanto artista à disseminação de vírus: “eu me introjeto nas instituições e me reproduzo”. Sua produção é permeada pelas discussões de gênero e corpo e Parayzo com frequência usa o próprio corpo como obra e manifesto.

Acesse a página de Lyz Parayzo, para conhecer mais sobre sua obra e ver outros vídeos e imagens de trabalhos.

Felipe Meres

Regeneração, mortalidade e reprodução são alguns do temas frequentemente abordados nos trabalhos de Felipe Meres, que participa pela segunda vez do Prêmio PIPA. O artista associa o campo científico ao da arte, propondo laços aparentemente improváveis. Interessado na exploração de questões que estão na fronteira de várias disciplinas, Meres considera que a arte é um espaço que permite o cruzamento de técnicas e conhecimentos diferentes.

Acesse a página de Felipe Meres, para conhecer mais sobre sua obra e ver outros vídeos e imagens de trabalhos.

Regina Parra

Os trabalhos de Regina Parra, indicada ao Prêmio pela segunda vez este ano, são, com frequência, inspirados pela cidade de São Paulo, cidade onde a artista nasceu, vive e trabalha. No convívio e confronto com a cidade, Regina encontra alimento para suas pinturas, vídeos e instalações em neon. Seus trabalhos jogam luz sobre cenários de vulnerabilidade social, abordando questões como opressão, intolerância, segregação, violência  e invisibilidade intencional às desigualdades sociais.

Acesse a página de Regina Parra para conhecer mais sobre sua obra e ver outros vídeos e imagens de trabalhos.

Orlando da Rosa Farya

O artista e professor Orlando da Rosa Farya desenvolve seu trabalho em múltiplas linguagens – pintura, audiovisual, escultura e instalação – e possui dois polos de produção: o ateliê e a rua. “Eu gosto muito de trabalhar em derivas pela cidade, olhando imagens, criando relações”, diz o artista na sua entrevista.

Acesse a página de Orlanda da Rosa Farya, para conhecer mais sobre sua obra e ver outros vídeos e imagens de trabalhos.


O PIPA respeita a liberdade de expressão, e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site odem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos.
Copyright © Instituto PIPA