Cartografia e arte contemporânea lado a lado em “A vastidão dos mapas”

(Curitiba, PR)

De um lado, um conjunto de mapas originais dos séculos XVI, XVII e XVIII. De outro, obras de artistas contemporâneos. A fórmula foi idealizada por “A vastidão dos mapas”, exposição que ocupa o Museu Oscar Niemeyer desde o final de maio. Exibindo 15 mapas do núcleo de cartografia da Coleção Santander Brasil em conjunto com obras de 33 artistas contemporâneos – entre eles, o vencedor do Prêmio PIPA 2012 Marcius Galan e o indicado Rodrigo Torres –, a mostra pretende questionar os espaços, as fronteiras, os fluxos territoriais e deslocamentos.

Diretora-presidente do Museu Oscar Niemeyer, Juliana Vosnika acredita que a mistura inusitada entre cartografia e arte contemporânea estimula o público a pensar sobre o papel da arte e suas relações com o mundo. Já Marcos Madureira, vice-presidente executivo de Comunicação, Marketing, Relações Institucionais e Sustentabilidade do Santander Brasil, diz que “propiciar renovadas possibilidades de leitura do acervo de arte do Santander e apresentar o que de mais novo tem se produzido na arte contemporânea brasileira é um dos nossos objetivos. Acreditamos que é na interação com as pessoas que se forma e se ativa o significado da arte”.

A cartografia dos séculos XVI ao XVIII teve um papel fundamental para o conhecimento e domínio do território, bem como para difundir a imagem do Novo Mundo por toda a Europa. Um desejo que, de acordo com Agnaldo Farias, curador da mostra e integrante do Comitê de Indicação do Prêmio PIPA em 2010 e 2011, “deve-se aos limites da nossa percepção, condenada ao que se alcança com os olhos e ouvidos”. Confira algumas das obras exibidas em “A vastidão dos mapas”:

“A vastidão dos mapas – Arte contemporânea em diálogo com mapas da Coleção Santander Brasil”, coletiva com Adolfo Montejo Navas, Alex Flemming, Angelo Venosa, Anna Bella Geiger, Bartolomeo Gelpi, Carla Vendrami, Carmela Gross, Chang Chi Chai, Cristina Barroso, Feco Hamburguer, Fernando Augusto, Fernando Zarif, Gal Oppido, Guga Szabzon, Humberto Guimarães, Júlio Villani, Lina Kim, Luiz Sôlha, Manoel Veiga, Marcelo Brodsky, Marcius Galan, Maya Weishof, Nelson Leiner, Pedro David, Penna Prearo, Rafael Assef, Rodrigo Torres, Rogério Barbosa, Sylvia Amelia, Tuca Reinés, Tuca Vieir, Vik Muniz, Arnoldus Montanus, Giacomo Gastaldi, Henricus Hondius, Jodocus Hondius, Johannes Janssonius, Joan Blaeu, Johannes Covens, Cornelis Mortier e Justus Danckerts
Curadoria de Agnaldo Farias
Em cartaz de 31 de maio a 06 de agosto de 2017

Museu Oscar Niemeyer (MON)
Rua Marechal Hermes, 999
Funcionamento: ter–dom, 10h às 18h
T: (41) 3350-4400
museuoscarniemeyer.org.br

 



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA