“QAP: Tá na escuta” propõe conexão direta entre artistas e público

(São Paulo, SP)

A exposição que estreia no Instituto Tomie Ohtake nesta sexta-feira, 05 de maio, não tem uma obra de arte sequer. É que “QAP: Tá na escuta”, mostra concebida para o Festival Arte Atual deste ano, convida o público a entrar diretamente com o artista, seja via telefone, cartão-postal, ou Internet. Com participação de sete artistas, cuja maioria já foi indicada ao Prêmio PIPA – Aleta Valente, Daniel Jablonski, Henrique Cesar e Ícaro Lira, em duo com Júlia Coelho –, a mostra reforça o caráter experimental da equipe do Núcleo de Pesquisa e Curadoria da instituição, liderada por Paulo Miyada.

Para o curador, a escuta é provavelmente o bem imaterial mais escasso na corrente era de hipercomunicação, apesar das muitas possibilidades de se estar em contato. “São tantos recursos para estar perto de quem se está longe, quanto para, ao contrário, estar longe de quem está diante de nós. A comunicação nas mais diversas mídias é uma obsessão do tempo presente: nunca tanta gente falou tanto, mas será que tem alguém ouvindo? E, se está ouvindo, alguém realmente está escutando o que os outros têm a dizer? ”, questiona Miyada.

Assim, é a partir desse contato que os projetos artísticos de “QAP”  (sigla radiofônica para “Estou na escuta”) se desenrolam. Indicados ao Prêmio PIPA pela primeira vez este ano, Aleta Valente e Daniel Jablonski, por exemplo, propõem literalmente canais de discussão abertos. A primeira oferece ao público uma linha de telefone aberta 24h e reservada a falar sobre aborto. Já o segundo, com “Fwd: Desculpe pela demora”, pede que o público lhe encaminhe via e-mail todas as conversas “perdidas” ou interrompidas, por qualquer motivo que seja, para que ele as encaminhe ao remetente original. Já Henrique Cesar, que concorreu ao Prêmio em 2013, propõe uma espécie de arquivo de referências coletivo no trabalho (e website interativo) “O Informante”.

“Haverá espaço para respostas? Se sim, haverá respostas? E, depois, alguma conversa é plausível?”, indaga a curadoria. A resposta, só o tempo – curto, tendo em vista que a exposição acaba no dia 21 de maio – dará.

Confira o teaser de “O Informante”, obra de Henrique Cesar presente em “QAP: Tá na escuta?”:

“QAP: Tá na escuta? – Festival Arte Atual”, coletiva com Aleta Valente, Daniel Jablonski, Henrique Cesar, Ícaro Lira/ Júlia Coelho, Raquel Nava e Renata Cruz
Em cartaz de 05 a 21 de maio de 2017
Abertura: 05 de maio, às 20h

Instituto Tomie Ohtake
Av. Faria Lima, 201 (Entrada pela Rua Coropés 88) – Pinheiros
Funcionamento: ter – dom, 11h às 20h
T: (11) 2245-1900
instituto@institutotomieohtake.org.br



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA