Novas páginas de artistas agora no site do Prêmio PIPA

Os artistas que concorrem ao Prêmio PIPA 2017 já começaram a mandar material para compor suas páginas aqui no site. Ao todo, foram 56 artistas indicados pelo Comitê de Indicação, 32 deles pela primeira vez. Conheça nove  destes, Alexandre Canonico, Ana PrataAna Luisa SantosAndré Ricardo, Antonio Obá, Bruno Cançado, Christus Nóbrega, Daniel Jablonski e Eleonora Fabião, nos links abaixo. Em cada página de artista, disponibilizamos imagens de seus trabalhos e muitas outras informações sobre suas carreiras. Vale lembrar que artistas que participaram do Prêmio em edições anteriores também podem enviar novos materiais e ter suas páginas atualizadas.

Veja as novidades nas páginas dos artistas:
(clique no nome do artista para acessar sua respectiva página, conhecer melhor seus trabalhos e sua carreira)

Alexandre Canonico – Preencheu sua página com imagens de dez trabalhos, além de um currículo completo e um parágrafo de autoria própria explicando os interesses e influências que norteiam sua produção. “Minha prática é fortemente influenciada pela lógica e estética do desenho arquitetônico e da abstração geométrica“, diz.

“Paisagem”, 2016.

 Ana Prata – Adicionou a sua página 18 obras e currículo completo, além de um extenso clipping apresentando entrevistas e matérias publicadas sobre o seu trabalho na mídia. Seus trabalhos muitas vezes se estruturam na ideia do desenho infantil, em símbolos universais, habitualmente fazendo uma referência à arte moderna ao construir uma espécie de alfabeto pictórico.

“Above and below”, 2016.

 Ana Luisa Santos – Enviou 13 registros fotográficos de suas obras, dois vídeos, e um texto próprio sobre seu meio de expressão primário, a performance. “Embora eu possa compartilhar o trabalho através de registros em fotografia e vídeo, meu primeiro objetivo é realizar ações, provocar acontecimentos em que eu e outras pessoas estejamos engajadas em co-presença, no processo de uma dinâmica comum de tempo e espaço“, explica.

“Crisálida”, 2012. Foto de Guto Muniz.

André Ricardo – Sua página apresenta 21 imagens de obras, biografia, currículo, três textos críticos de autoria de Ana Gonçalves Magalhães, Ana Avelar e Cadu Riccioppo, e um clipping de uma matéria do Jornal Estadão de 2016. O pintor busca operar uma síntese dos elementos do espaço urbano por meio da cor.

Sem Título, 2015, da série Elemento Vazado”, papel adesivo sobre papel, 21 cm x 20,5 cm

 

Antonio Obá – Exibe imagens de dez trabalhos, currículo integral, biografia e um texto crítico de autoria de Cinara Barbosa. Suas obras propõem uma reflexão íntima sobre seu corpo miscigenado, negro, marginalizado, e as narrativas desenvolvidas a partir dele.

“Atos da transfiguração: receita de como fazer um santo”, 2015.

Bruno Cançado – O mineiro decidiu incluir em sua página apenas fotografias de seus trabalhos – a maioria, vistas de exposição, uma vez que Cançado trabalha principalmente com escultura e sua interseção com outras linguagens, como o desenho.

“Sem título (Estar)”, 2013.

Christus Nóbrega – O artista vem explorando a imagem por meio da excepcionalidade de seu caráter de vertigem, levantando a suspeita da sua relação de imanência com nosso mundo, transitando entre fotografia, foto-objeto, vídeo e arte computacional. Em sua página encontram-se 27 imagens de obras, biografia e um texto crítico de autoria de Cinara Barbosa.

Bibliomancia III”, da série “Bibliografia”, 2013, impressão jato de tinta sobre livros herdados, achados, emprestados e roubados

Daniel JablonskiA produção multifacetada do artista carioca conjuga teoria e prática, e investiga o lugar do sujeito na formação de novas mitologias e discursos do cotidiano. Jablonski apresenta 18 imagens em sua página, biografia e currículo integral.

“Os anos possíveis” (detalhes)

Eleonora Fabião – A página da artista apresenta 25 imagens, biografia, dois projetos, textos críticos de autoria de Pablo Assumpção B. Costa e Tania Rivera, e uma vídeo entrevista para o canal Curta! Eleonora se interessa por poéticas e éticas do estranho, do encontro e do precário, realiza ações e desde 2008 performa nas ruas.

“Ação Fortalezense #2: Saudades do Brasil”, 2009, no chão, abrir o livro Saudades do Brasil, de Claude Lévi-Strauss – registro de viagem com séries de fotos dos índios nambikwaras (estado de Mato Grosso, década de 1930).
No chão, deitar-me como os fotografados e dar tempo ao tempo. Bienal Internacional de Dança do Ceará de Par em Par, Fortaleza. Foto: Victor Furtado. Imagem digital; dimensões variáveis

Acesse as páginas dos artistas. Veja também a lista completa dos artistas participantes em 2017.



O PIPA respeita a liberdade de expressão, e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site odem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos.
Copyright © Instituto PIPA