Finalista ao Prêmio PIPA 2016, Gustavo Speridião apresenta obras inéditas em individual

(Rio de Janeiro, RJ)

Finalista ao Prêmio PIPA no ano passado, Gustavo Speridião apresenta nove trabalhos inéditos na Galeria Mercedes Viegas a partir desta quarta-feira, 10 de maio. Intitulada “A gente surge da sombra”, a individual reforça a prática do uso de palavras nas obras do artista.

– A princípio, eu trabalho com a produção de uma imagem. Imagem em movimento, impressa, apropriada, pintada, escrita, desenhada – conta o artista. É só depois da pintura feita que as palavras começam a ser esboçadas: – Sobre este suporte convencional são criados meu jogos poéticos de idéias e formas

É, assim, combinando imagens, enquadramentos, linguagens e cores que Speridião investiga situações da vida cotidiana. O artista diz ser regido pela ideia do “Kino-Glaz” – do russo, literalmente “cine-olho” – que, formulada originalmente pelo diretor Dziga Vertov durante a vanguarda soviética, defende que o meio artístico deve imitar o olho humano. A prática é mais uma maneira de dialogar com a história da arte, assunto bem conhecido pelo artista, Mestre em Linguagens Visuais pela Escola de Belas Artes da UFRJ.

– Mas o motivo pelo foco na pintura não é o teórico apenas – explica Speridião. – Eu busco na pintura a essência de onde tudo começou: o desenho, a abstração de uma idéia. É o rabisco no papel. É a pintura na caverna. É um “Existir” – conclui.

Veja os trabalhos inéditos de Gustavo Speridião presentes em “A gente surge da sombra”:

“A gente surge da sombra”, individual de Gustavo Speridião
Em cartaz de 10 de maio a 17 de junho de 2017
Vernissage: Quarta-feira, 10 de maio, às 19h

Mercedes Viegas Arte Contemporânea
Rua João Borges, 86 – Gávea
Funcionamento: seg – sex, 12h às 19h; sáb, 15h às 19h
T: (21) 2294-4305



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA