Começa amanhã, para convidados, a 57ª Bienal de Veneza

(Veneza, Itália)

Definida pela curadora Christine Macel como um evento “feito com artistas, por artistas e para artistas”, começa amanhã, para convidados, a 57ª Bienal de Veneza – a abertura oficial da mostra acontece só daqui a três dias, no dia 13 de maio. Intitulada “Viva Arte Viva”, a Bienal convidou 120 artistas a participarem da exposição principal, 103 dos quais participam pela primeira vez do evento. É o caso dos artistas brasileiros Paulo Bruscky, Ayrson Heráclito e Erika Verzutti, os últimos dois já indicados ao Prêmio PIPA. Ernesto Neto estará em Veneza pela segunda vez, completando o time nacional: ele integrou a Bienal em 2001, ano em que Vik Muniz também expôs.

Outra artista brasileira que participa de “Viva Arte Viva” é Cinthia Marcelle, finalista ao Prêmio PIPA 2010. A mineira foi escolhida pelo curador Jochen Volz para ocupar sozinha o pavilhão do país na Bienal, decisão que não se repetia desde 2011. A obra em questão é a instalação site-specific “Chão de Caça”, que consiste em um piso de grades soldadas, comumente visto sobre poços de ventilação e entradas de esgoto na cidade, inclinado. Entre os vãos das grades, são espremidas várias pedrinhas, iguais àquelas pertencentes ao Giardini da Bienal. Completa a obra um vídeo feito em parceria com Tiago Mata Machado.

–Marcelle joga com a ambiguidade, cria um ambiente enigmático, guiado por suspensão, obsessão, rebelião. A instalação como um todo provoca certa sensação de instabilidade – explica Volz, que integrou o Comitê de Indicação do Prêmio PIPA 2012. – Mesmo que sejamos seduzidos a nos agarrar à imagem da prisão e da fuga ou rebelião, sugerida pela projeção de vídeo e reverberada na aspereza das grades de aço, é possível também imaginar que estamos em um laboratório peculiar ou no ateliê de um artista, em uma floresta tecno ou em meio à selvageria de uma grande cidade grande.

Conheça mais sobre o trabalho de Cinthia Marcelle, única ocupante do pavilhão brasileiro da atual edição da Bienal de Veneza, nesta entrevista exclusiva para o Prêmio PIPA:

“Viva Arte Viva”, 57ª Bienal de Veneza
Curadoria por Christine Macel
Em cartas de 13 de maio a 26 de novembro de 2017
Preview (apenas convidados): 10, 11 e 12 de maio

Bienal de Veneza
Vários locais
T: +39 041 5218711
info@labiennale.org


O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA