Rodrigo Garcia Dutra investiga a natureza das formas em individual

(São Paulo, SP)

A Galeria Superfície se transforma em uma sala de chá a partir desta quarta-feira, 26 de abril, para a inauguração de “Da Iniciativa Utópica (Permissão em Cadência)”. De autoria do três vezes indicado ao Prêmio PIPA Rodrigo Garcia Dutra, a exposição buscou referências na “Casa Japonesa” de Lygia Pape (de “Livro da Arquitetura”, 1959–63) para sua ambientação, e pretende encenar, como performance, uma nova versão da cerimônia do chá verde.

O propósito da segunda individual do artista na galeria é, contudo, ainda mais amplo: investigar a natureza da forma e as diversas maneiras como ela viaja no tempo e no espaço. Assim, lado a lado com a pintura “Sala de chá”(2016), que faz referência ao palácio Katsura, em Kyoto, Garcia Dutra apresenta também reproduções em bronze de um maracá original indígena. Associados ao sagrado graças a suas formas, os objetos são colocados em evidência dentro de um contexto maior de associações entre a forma e ideia – em voga pelo menos desde a noção do “mundo das ideias” de Platão.

Descubra mais sobre Rodrigo Garcia Dutra, indicado pela terceira vez ao Prêmio PIPA em 2017, na vídeo-entrevista que ele concedeu ao Prêmio no ano passado:

“Da Iniciativa Utópica (Permissão em Cadência)”, individual de Rodrigo Garcia Dutra
Em cartaz de 27 de abril a 27 de maio de 2017

Abertura: Quarta-feira, 26 de abril, às 19h

Galeria Superfície
Rua Oscar Freire 240, Jardins
Funcionamento: ter – sex, 10h às 19h; sáb, 11h às 17h
T: (11) 3062-3576
info@galeriasuperficie.com.br



O PIPA respeita a liberdade de expressão, e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site odem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos.
Copyright © Instituto PIPA