Crítica social é marcante em videoartes exibidas no Galpão VB

(São Paulo, SP)

Como parte da programação da SP-Arte, que começa esta semana, a Associação Cultural Videobrasil abre nesta quinta-feira, 06 de abril, Nada levarei quando morrer, aqueles que me devem cobrarei no inferno”. Co-curada pela diretora da Videobrasil, Solange Farkas, e Gabriel Bogossian, a mostra reúne obras críticas às transformações sociais hoje em curso no Brasil assinadas por artistas como Virgínia de Medeiros, vencedora do Prêmio PIPA 2015, Rodrigo Braga, vencedor do Prêmio PIPA Voto Popular 2012, e o fotógrafo Miguel Rio Branco – o nome da exposição, aliás, é inspirado em uma obra de sua autoria de 1985.

De acordo com o co-curador Bogossian, a exposição busca, à sua maneira, transpor o pensamento do cineasta italiano Pier Paolo Pasolini sobre práticas culturais evanescentes para a realidade brasileira. Mas se nos anos 1960 Pasolini filmava, na Itália, os trabalhadores do campo e seu catolicismo fervoroso, as câmeras dos artistas brasileiros voltam-se para as ameaças constantes às populações urbanas e povos indígenas de hoje, de um lado graças a projetos de reforma urbanística que não levam em conta a necessidade de inclusão social, de outro por empreendimentos de infraestrutura que inviabilizam modos de vida tradicionais. Um conjunto de videoarte que, nas palavras de Bogossian, acabam “por configurar um lugar de resistência de modos e formas de vida que permanecem, insistindo em afirmar sua força e, sobretudo, sua diferença”.

Além da exposição em si, que fica em cartaz até o dia 17 de junho no Galpão VB, “Nada levarei quando morrer, aqueles que me devem cobrarei no inferno” conta ainda com diversas atividades paralelas. Entre elas, uma seleção de documentários de Thomaz Farkas, uma visita guiada pela exposição e pelo bairro da Vila Leopoldina com o artista Rodrigo Bueno, e uma conversa com o arquiteto e urbanista Paulo Tavares, sempre no Galpão VB. Confira aqui a programação completa do local.

Veja abaixo stills de algumas das obras que participam da exposição “Nada levarei quando morrer, aqueles que me devem cobrarei no inferno”:

“Nada levarei quando morrer, aqueles que me devem cobrarei no inferno”, coletiva com Miguel Rio Branco, Claudia Andujar, Virginia de Medeiros, Runo Lagomarsino, Gisela Motta e Leandro Lima, Rodrigo Braga, Caetano Dias e Rodrigo Bueno
Curadoria de Solange Farkas e Gabriel Bogossian
Em cartaz de 06 de abril a 17 de junho de 2017
Abertura: Quinta-feira, 06 de abril, às 19h

Galpão VB
Av. Imperatriz Leopoldina, 1.150 – Vila Leopoldina
Funcionamento: ter – sáb, 12h às 18h
T: (11) 3645-0516



O PIPA respeita a liberdade de expressão, e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site odem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos.
Copyright © Instituto PIPA