Vicente de Mello apresenta duas instalações na Cidade das Artes

(Rio de Janeiro, RJ)

Indicado pela primeira vez ao Prêmio PIPA este ano, Vicente de Mello terá, a partir de amanhã, 1º de abril, duas obras expostas na Cidade das Artes graças a uma parceria do espaço com o Jacaranda: “Fugitivo”, que usa recursos cinematográficos ou referentes a ele, e “Utopia Lírica”, em que o artista propõe uma visão subjetiva sobre a cidade de Brasília.

A primeira, um diálogo com as práticas do “quasi-cinema” de Hélio Oiticica e Neville de Almeida dos anos 1970, reúne velhos spots de fotografias em uma torre e exibe, espalhados pelo chão, latas de filmes 70mm que o artista guardou por 36 anos. No espaço das latas destinado à identificação dos filmes, de Mello insere imagens de faróis náuticos que, de acordo com suas cores, mostram a evolução da película cinematográfica: do preto e branco para o Technicolor, do Technicolor ao Eastman Color. Para o artista, que trabalhou durante muitos anos como fotógrafo, um dos grandes diferenciais da obra é que ela se mimetiza a todos os espaços: “O grande deflagrador da instalação é que qualquer arquitetura se amalgama à obra, em uma unidade própria das intervenções em espaços não programados (cantos, quinas, porões, depósitos…)”.

Já “Utopia Lírica” consiste em uma série de oito fotografias retratando, de modo particular, a capital federal. “Brasília representou, para a fotografia, algo semelhante que foi para a arquitetura: um marco no modernismo fotográfico do país, que resultou em registros incessantes que logo levaram a certo desgaste imagético”, conta de Mello, que na obra dedicou-se a fotografar tanto lugares célebres quanto outros, mais esquecidos, como a torre de televisão projetada por Lúcio Costa.

“Utopia Lírica” e “Fugitivo”, de Vicente de Mello
Em cartaz de 1º de abril a 28 de maio de 2017
Abertura: Sábado, 1º de abril, das 14h às 17h

Cidade das Artes
Av. das Américas, 5300 – Barra da Tijuca
Funcionamento: ter – dom, 10h às 18h
T: (
21) 3325-0102
contato@cidadedasartes.org



Copyright © Instituto PIPA