Mostra histórica sobre preto e branco ganha nova edição

(Rio de Janeiro, RJ)

Há quinze anos atrás, em 2002, Lygia Pape participava de sua última exposição em vida. A mostra em questão, “Projeto em Preto e Branco”, ganha uma nova edição a partir desta sexta-feira, 17 de março, na Silvia Cinta + Box 4. O tema continua o mesmo: obras em preto, branco, ou preto e branco. Os participantes, no entanto, são outros, constituindo uma lista de quinze artistas dos quais cinco já foram indicados (ou mesmo ganharam, caso de Marcius Galan) ao Prêmio PIPA.

Um dos destaques da mostra são dois desenhos de Nelson Leirner da década de 70, jamais trazidos a público. Intituladas “Uma linha dura não dura”, as obras são uma crítica ao seu contexto de produção, a ditadura militar. Outra artista que apresenta um trabalho inédito é Cinthia Marcelle, finalista ao PIPA 2010 que ocupará sozinha o pavilhão brasileiro da Bienal de Veneza este ano.

Silvia Cintra, curadora tanto do primeiro quanto do segundo “Projeto em Preto e Branco”, conta ter uma ligação afetiva com a mostra. “É incrível perceber como o uso do preto e do branco pode ter desdobramentos diferentes dentro da obra de cada um, mas o mais interessante é quando você vê todas as obras juntas e entende porque a cor não está em nenhum desses trabalhos”, analisa.

Confira abaixo alguns dos trabalhos em exposição no “Projeto em Preto e Branco”:

“Projeto em Preto e Branco”, coletiva com Amilcar de Castro, Ana Maria Maiolino, Chiara Banfi, Cinthia Marcelle, Detanico e Lain, Fernanda Gomes, Marcelo Cidade, Marcius Galan, Mira Schendel, Nelson Leirner, Nicolás Robio, Odires Mlászho, Sérvulo Esmeraldo, Véio, Waltercio Caldas.
Curadoria de Silvia Cintra
Em cartaz de 17 de março a 15 de abril de 2017
Abertura: Sexta-feira, 17 de março, 10h às 19h

Galeria Silvia Cintra + Box 4
Rua das Acácias, 104 – Gávea
Funcionamento: seg – sex, 10h às 19h; sáb, 12h às 18h
T: +55 21 2521 0426



Copyright © Instituto PIPA