Cinco vezes indicada ao Prêmio PIPA, Lais Myrrha inaugura “Corpo de Prova”

(São Paulo, SP)

Indicada a cinco das oito edições do Prêmio PIPA, a mineira Lais Myrrha inaugura hoje, 23 de março, a exposição “Corpo de Prova” no Sesc Bom Retiro. Curada por Júlia Rebouças, membro do Comitê de Indicação do PIPA 2015, a mostra consiste em uma instalação de mesmo nome acompanhada de 17 fotografias da série “Breve Cronografia dos Desmanches” (2014), retratos de construções em estado de demolição.

A instalação “Corpo de Prova” é composta por barras de concreto cilíndricas em parte dispersas pelo chão, em parte sobrepostas uma à outra, evidenciando que mesmo aquilo que parece inabalável em estado plano pode gerar uma grande insegurança quando disposto de maneira diferente. O trabalho, que de acordo com a curadora tem uma ligação direta com a arquitetura modernista brasileira, é praticamente um tratado sobre a dicotomia entre estabilidade e instabilidade.

“Lais Myrrha tem trabalhado, desde o início de sua trajetória artística, com a sutil e poderosa estratégia de desnaturalização de convenções e padrões que nos afastam do contato sensível com o mundo, questionando as medidas de tempo e espaço”, explica Julia. Em um vídeo exclusivo para o PIPA 2013, a artista afirma o mesmo, em suas palavras: “Esses desvios no que seria o padrão, no que seria a norma, me interessam”. Confira abaixo a entrevista na íntegra.

“Corpo de Prova”, individual de Lais Myrrha
Curadoria de Júlia Rebouças
Em cartaz de 23 de março a 25 de junho

Sesc Bom Retiro
Al. Nothmann, 185 – Bom Retiro
T: 3332-3600
Funcionamento: ter – sex, 9h às 20h; sáb, 10h às 20h; dom & feriados, 10h às 18h
agendamento@bomretiro.sescsp.org.br



Copyright © Instituto PIPA