Coletiva “Uma canção para o Rio” abre sua segunda fase neste fim de semana

(Rio de Janeiro, RJ)

A primeira exposição da recém-inaugurada Carpintaria foi, não por acaso, uma ode ao Rio de Janeiro: o espaço é o primeiro braço da paulista Galeria Fortes D’Aloia em terras cariocas. Neste sábado, dia 18 de fevereiro, é hora da segunda parte da exposição, “Uma canção para o Rio”, ser aberta ao público. Da lista original de artistas, 17 são mantidos – incluindo os já indicados ao Prêmio PIPA Arto Lindsay, Vivian Caccuri e Bárbara Wagner, em parceria com Benjamin de Búrca – e outros três foram acrescidos: Barrão, Martin Creed e Vincent Meessen. O objetivo, contudo, continua o mesmo: relacionar arte e música.

O tema reflete a percepção imediata dos curadores Douglas Fogle e Hanneke Skerath em relação à cidade. “Quando penso no Rio, penso em música, sons, grandes músicos em todos os níveis”, explicou Fogle em uma entrevista ao jornal O Globo na época da primeira fase da exposição. “Então, quando começamos a elaborar essa exposição, nos imaginamos escrevendo uma música para o Rio. Pusemos juntos artistas que utilizam o som e outros que não utilizam, mas que se referem a ele visualmente”.

Por enquanto, a Carpintaria é a única galeria da Vila Portugal, área de três mil metros quadrados do Jockey Club que, até então desativada, se pretende um novo complexo cultural e gastronômico no Rio de Janeiro. A ideia é que, daqui a pouco, outros espaços se juntem à galeria, como uma nova sede da Nara Roesler, hoje em Ipanema, a Casa Camolese, de Vik Muniz e Cello Macedo, e a OM.Art, de Oskar Metsavaht.

Confira algumas das obras em exibição na segunda parte de “Uma canção para o Rio”:

“Uma canção para o Rio – Parte 2”, com Agnieszka Kurant, Armando Andrade Tudela, Arto Lindsay, Bárbara Wagner & Benjamin de Búrca, Barrão, Bruce Conner, Chelpa Ferro, Dave Muller, Hélio Oiticica & Neville D’Almeida, Kelley Walker, Los Carpinteros, Marine Hugonnier, Martin Creed, Nuno Ramos, Paulo Garcez, Rivane Neuenschwander, Vincent Meessen e Vivian Caccuri
Curadoria de Douglas Fogle e Hanneke Skerath
Em cartaz de 18 de fevereiro a 25 de março de 2017
Abertura: Sábado, 18 de fevereiro, às 19h

Carpintaria
Rua Jardim Botânico, 971
Funcionamento: ter – sex, 10h às 19h; sáb, 10h às 18h
T: (21) 3875-5554
galeria@fortesvilaca.com.br



O PIPA respeita a liberdade de expressão, e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site odem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos.
Copyright © Instituto PIPA