“Space Jihad” e o futuro distópico de Adriano Motta

(Rio de Janeiro, RJ)

Indicado ao Prêmio PIPA em 2014 e em 2016, Adriano Motta apresenta, nesta quarta-feira, 01 de fevereiro, sua mais nova individual na galeria Cavalo, “Space Jihad”. Sucedendo The Unique Institutional Critique Pop-Up Boutique, da qual o artista também participava – e que continua na internet – , a mostra estende o olhar irônico e ácido do artista a uma terra ainda desconhecida: o futuro distópico.

São dez as obras que compõem a individual, todas inéditas. Entre elas, destacam-se as pinturas-colagens que, com base de ímã, sobrepõem-se umas às outras de modo a evocar várias abas abertas em um computador, e dois globos-esculturas. Tendo como base os globos celestes do cosmógrafo renascentista Vincenzo Coronelli, as obras, que têm 1m e 30cm de diâmetro respectivamente, representam duas luas de Júpiter pós-colonização humana.

Não se trata, contudo, de um exercício de ficção científica. Para o curador Guilherme Gutman, o trunfo de Motta em “Space Jihad” é justamente sua capacidade de pensar a atualidade a partir do tema futurístico. “Suas telas e seus globos, em particular, ‘retornam do futuro’ para só então obter a sua força crítica sobre o presente”, ele comentou à revista Dasartes. O artista faz coro, destacando o componente de fantasia da exposição: “Esse trabalho se propõe a avaliar o desenvolvimento humano sem as amarras da racionalização, usando como ferramentas de pesquisa o pânico e a ironia”, disse na mesma entrevista.

“Space Jihad”, individual de Adriano Motta
Curadoria de Guilherme Gutman
Em cartaz de 01 de fevereiro a 11 de março de 2017
Abertura: Quarta-feira, 01 de março, às 18h

Galeria Cavalo
Rua Sorocaba, 51
T: (21) 2267-7654
Funcionamento: ter–sex, 12h às 20h; sáb 13h às 17h
info@galeriacavalo.com



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA