Últimos dias | “Arquivo escuro”, de Mayana Redin

(Rio de Janeiro, RJ)

Acaba na próximo sexta-feira, 23 de dezembro, a exposição “Arquivo Escuro”, da indicada ao Prêmio PIPA 2014 Mayana Redin. Primeira individual da artista na Galeria Silvia Cintra + Box 4, ela propõe ao visitante uma experiência da escuridão através de objetos, vídeos e fotografias produzidos entre 2015 e 2016. O fim da exposição marca também o dia em que a instalação que a intitula, “Arquivo escuro”, será transformada em livro: por enquanto uma projeção em tempo real de um texto de computador escurecido através de uma tecla apertada ininterruptamente, o documento será impresso assim que a mostra acabar – virando um grande, e agora palpável, arquivo escuro, portanto.

A pesquisa atual de Mayana passa pela cosmologia e as possíveis relações com a experiência do cotidiano. Em trabalhos como “Sol” e “Canhão”, vídeos de fenômenos e elementos celestes, como um sol filmado de um telescópio profissional e um eclipse, são veiculados em televisões de tubo que servem como fontes de emissão de luz artificial. Já em “Dobra” e “Pão”, papéis e livros inteiros de ciência e astronomia viram suporte de ações simples, como dobrar e amassar, usando argila e massa de pão como matéria que age sobre tais objetos.

O trabalho “Cosmonauta e Astronauta” justapõe as biografias foto-documentadas de duas mulheres que viajaram para o espaço sideral entre os anos 60 e 80. Através de duas projeções simultâneas de slides, vemos claramente como essas imagens foram “produzidas” para construir uma idéia de heroísmo e progresso a partir da transformação desses corpos individuais em símbolos ideológicos, mesmo com intervalo de duas décadas entre elas e tendo paradeiros diferentes em suas missões.

“Arquivo Escuro”, de Mayana Redin
Em cartaz de 17 de novembro a 23 de dezembro de 2016

Galeria Silvia Cintra + Box 4
Rua das Acácias, 104 – Gávea
Funcionamento: seg–sex, 10h às 19h; sáb, 12h às 18h
T: (21) 2521-0426



O PIPA respeita a liberdade de expressão, e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site odem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos.
Copyright © Instituto PIPA