Acompanhando o 4.º Festival Arte Core, chega a mostra “Dentro|Fora”

(Rio de Janeiro, RJ)

O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro apresenta, a partir do dia 08 de outubro, a exposição coletiva “Dentro|Fora: arte e grafite no MAM Rio”, com os artistas A. R Penck e Gustavo Speridião, finalista do PIPA 2016. A curadoria é de Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes.

 

“O que está dentro fica. O que está fora se expande”

Em uma manhã de julho de 1979, a cidade de São Paulo acordou com algumas de suas galerias de arte com as portas de entrada lacradas com um X feito de fita crepe e uma folha de papel mimeografada com a frase: “O que está dentro fica, o que está fora se expande”. Mesmo sem nenhuma referência de autoria, a intervenção logo teria seus autores descobertos em uma matéria de jornal. O grupo 3Nós3, formado por Hudinilson Jr., Mário Ramiro e Rafael França, realizou intervenções na cidade de São Paulo no fim da década de 1970 e início dos anos 1980. Em meio aos “anos de chumbo”, quando a ditadura militar ainda dominava o país, artistas jovens, rebeldes e desafiadores atuavam na rua, com performances e intervenções pipocando em galerias, museus e no espaço urbano.

X-Galeria foi uma delas e, assim como outras iniciativas como essa, fazia alusão não só às censuras do regime de ditadura militar, mas também questionava os espaços convencionais do sistema de arte (galerias e museus) e os limites impostos por ele (não só aos artistas, mas também ao público):o que era uma obra de arte, como ela deveria ser produzida e apresentada, e também como deveria ser vista. Era um tempo em que os limites, em todas as áreas, estavam sendo colocados em xeque, e a rua parecia ser o lugar onde a liberdade desejada se manifestaria de maneira mais clara.

Dentro | Fora: arte e grafite no MAM Rio é uma exposição que acontece junto com a quarta edição do Festival Arte Core – projeto voltado para a cultura urbana, que ocupa os jardins do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro com grafite, música, pistas de skate e oficinas para crianças. No foyer do museu estão trabalhos de sua coleção onde arte e grafite estabelecem forte diálogo. Os artistas escolhidos foram o alemão A. R. Penck (1939) e o carioca Gustavo Speridião (1978). Nascidos em diferentes países e pertencentes a diferentes gerações, Penck e Speridião alimentam em suas obras influências outras que não apenas as da história da arte. Ao fazerem referência à arte das culturas tradicionais e à arte popular (no sentido mais amplo que esse termo possa ter), reforçam o interesse e o diálogo da arte com a cultura urbana, onde as duas pontas se influenciam e se reinventam. De dentro para fora e de fora para dentro.”

Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes

“Dentro|Fora: arte e grafite no MAM Rio”, coletiva com A. R Penck e Gustavo Speridião
Curadoria de Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes
Abertura: 08 de outubro, às 19h
Em cartaz até 06 de novembro

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro
Av Infante Dom Henrique 85 | Parque do Flamengo
Funcionamento: ter – sex 12h – 18h
sáb, dom e feriados 11h – 18h (bilheteria fecha 17h30)
T: +55 21 3883 5600



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA