Daily Archives: 28 de outubro de 2016

0

11 artistas interpretam a relação entre corpo e o encarceramento

(Rio de Janeiro, RJ) Com curadoria de Raphael Fonseca, a exposição retira seu título de uma música homônima da banda canadense Arcade Fire. Conforme dizem seus versos, “My body is a cage / that keeps me from dancing to the one I love / but my mind holds the key” (“Meu corpo é uma jaula / que me impede de dançar com quem eu amo / mas minha mente segura a chave”), ou seja, se trata de uma música que reflete sobre a inevitável prisão à qual todos os humanos estão condicionados biologicamente: o seu próprio corpo.

0

Política e performance na exposição de “Arte e Ativismo na América Latina”

(Rio de Janeiro, RJ) Acontece nesta sexta-feira a exposição do projeto “Arte e Ativismo na América Latina”, iniciativa da Despina em parceria com a organização holandesa Prince Claus Fund. Em seu primeiro ano, o projeto reuniu os artistas Crack Rodriguez, Jesus Bubu Negrón e Luciana Magno – vencedora do PIPA Online no ano passado – em uma residência artística de dois meses com o objetivo de investigar a noção de espaço público e sua relação com a arte. O resultado são obras que respondem ao calor do atual momento político nacional.

0

“auroras – pequenas pinturas” | Segunda parte da exposição abre neste sábado

(São Paulo, SP) Com o intuito de abrigar projetos de artistas, o espaço auroras inaugura a segunda parte da exposição “auroras – pequenas pinturas”. A mostra exibe trabalhos de diferentes épocas e propõe uma reflexão de cada artista sobre a própria obra e com as obras dos outros participantes, além de oferecer um amplo panorama da pintura brasileira. A exposição reúne cerca de 75 trabalhos em pequeno formato realizados entre 1983 e 2016 por 26 artistas e é dividida em duas partes consecutivas.

0

Esculturas e instalações na individual de Hector Zamora

(São Paulo, SP) Hector Zamora apresenta sua nova obra, “Ruptura”, na abertura de sua exposição individual, “Dinâmica Não Linear”. No mesmo dia, haverá uma mesa redonda com o curador e artista. A exposição enfatiza a complexidade de uma produção em constante evolução e, muitas vezes, aberta à participação do público. Além disso, navega pela obra de Hector, que vai desde as esculturas do início de carreira até as grandes instalações dos últimos anos.

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA