Conheça o vencedor e o segundo colocado do PIPA Online 2016

O público votou até o dia 7 de agosto nos 10 artistas que conquistaram pelo menos 500 votos no 1º turno e se classificaram para a segunda etapa. Foram computados quase 10.700 votos, distribuídos entre os 10 artistas participantes durante a semana do 2º turno. O vencedor do PIPA Online 2016 foi o artista Jaider Esbell, que recebeu 3789 votos ao total no final do 2º turno e será premiado com R$10 mil. A segunda colocada foi a artista Arissana Pataxó, que recebeu 3686 votos e será premiada com R$5 mil. Ambos doarão uma obra para o Instituto PIPA (a serem definidas em comum acordo entre os artistas e a coordenação do Instituto).

Participaram também do 2º turno os artistas Matias Mesquita (922), Alexandre Mury (627), Moisés Patrício (461), Naiana Magalhães (431), Isaías Sales (286), Ingrid Bittar (233), Adriana Vignoli (221) e Leandra Espírito Santo  (176).

Jaider Esbell (Normandia, RR, 1979)

Conquistou 3789 votos do público, sendo o artista mais votado no 2º turno do PIPA Online. Índio Macuxi da Amazônia, nasceu em ambiente fértil para as artes e interessa-se também pela escrita. Jaider enxerga seu trabalho como uma maneira de disseminar sua cultura e atribui a sua obra muito mais um valor sentimental do que retorno econômico. Sua coleção “It was Amazon”, que reúne 16 obras retratam a Amazônia para o resto do Brasil. A afinidade com a literatura vem da infância, quando, sendo neto de índio, ouviu muitas estórias contatas por seu avô, que transmitia os saberes ancestrais por meio da oralidade.

Seu trabalho explora o caos das expressões humanas e não humanas, as forças da floresta, dos seres e suas influências: ancestralidade, conhecimento, memória, diálogos, plasticidade contemporânea, política global, o ser local, xamanismo visual, poder. Palavra, imagem, som, silêncio – comunicação em todas as linguagens – também são interesses explorados em sua obra.

Veja alguns trabalhos do artista:

Arissana Pataxó (Porto Seguro, BA, 1983)

Segunda colocada no 2º turno do PIPA Online com 3686 votos computados. Índia da etnia Pataxó, e aborda a temática indígena relacionada à vida contemporânea. A artista vive e trabalha em Santa Cruz Cabrália, BA, também se comprometeu a trabalhar com povos indígenas da Bahia, através de atividades de arte-educação e produção de material didático.

Cursou Artes Plásticas na Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia de 2005 a 2009. Sua exposição mais recente é de 2013-2014, a itinerante “Mira ! Artes visuais Contemporâneas dos Povos Indígenas” realizada em Belo Horizonte (MG) e Brasília (DF).

Veja alguns trabalhos da artista:

Nossa conversa exclusiva com o vencedor do PIPA Online 2016:

Sobre o PIPA Online

O PIPA Online é a categoria do Prêmio na qual todos os artistas indicados na edição vigente são convidados a participar. A participação não é obrigatória. O vencedor é definido pelo número de votos recebidos em sua página, aqui no site. O objetivo principal é divulgar todos os artistas indicados e a arte contemporânea brasileira através da internet.

Regras do PIPA Online

O PIPA Online acontece em dois turnos, com duração de 8 dias cada, sempre de domingo a domingo. Durante esse período, os visitantes do site devem acessar as páginas dos artistas participantes para votar. Ao final do 1º turno os votos são zerados e a contagem recomeça no 2º turno. Apenas os artistas que conquistarem o mínimo de 500 votos no 1º turno, passam para o 2º.

O vencedor será o artista que possuir mais votos em sua página ao final do 2º turno. Ele receberá R$ 10 mil. O segundo artista com mais votos receberá R$ 5 mil. Ambos doarão uma obra para o Instituto PIPA (a serem definidas em comum acordo entre os artistas e a coordenação do Instituto).

Saiba mais sobre o PIPA Online 2016, clique aqui. 



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA