Artista em residência | Última entrevista com Virginia de Medeiros na RU

Como parte do prêmio pela vitória do PIPA 2015, Virginia de Medeiros foi para Nova York no 1º semestre de 2016 participar por três meses do programa de residência artística da Residency Unlimited, Nova York. Acompanhamos a residência através de uma serie de video-entrevistas exclusivas, onde Medeiros relatou suas experiências, ideias, e os projetos que desenvolveu durante este período. Seu último vídeo encerra o relato da artista sobre sua residência nos Estados Unidos e nos ajuda a mergulhar um pouco mais em seu processo criativo.

Em seu vídeo-entrevista anterior, Virginia de Medeiros responde à pergunta “Como você escolhe as temáticas predominantes no seu trabalho?”, nesta nova entrevista para seu terceiro vídeo, ainda sobre sua temática artística, Virginia nos conta que pretendia desenvolver um trabalho centrado em trans homens, mas logo se interessou em ampliar sua área de projetos. Ela conheceu, em Nova Iorque, o “Houses Ballroom”, comunidade da cena underground da cidade, formada por latinos e negros, que usam a expressão corporal e dança como meios de resistência. Virginia logo se sentiu acolhida neste ambiente, mesmo estando em outro país e percebeu a vibração corporal como forma intensa de se integrar. A performance nesta forte batalha de dança levou a artista a um auto-conhecimento e questionamento de sua subjetividade. O espírito familiar do local ajudou Virginia a se comunicar com a comunidade LGBT de Nova Iorque, sendo brasileira.

Assista ao último vídeo da artista na residência:

Veja Algumas obras da artista:

Assista ao primeiro video da artista em residência na Residency Unlimited, Nova York.

Para saber mais sobre Virgínia de Medeiros, sua carreira, exposições e ver imagens de suas obras, acesse a página da artista.



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA