PIPA e Camden Sentido – Ayrson Heráclito e Tatiana Blass

O Instituto PIPA, em parceria com Camden Sentido, exibe uma mostra de vídeos online, com curadoria de Luiz Camillo Osorio, com o tema “Brasil, um país, muitos mundos”. Dez artistas foram selecionados e seus trabalhos estão sendo exibidos em pares de acordo com o tópico descrito abaixo por Camillo. Os vídeos selecionados para a mostra, exclusiva em nosso site, poderão ser vistos entre junho e outubro.

O segundo vídeo irá mostrar os trabalhos “Buruburu, de Ayrson Heráclito e Metade da Fala no Chão – piano” de Tatiana Blass.


‘Brasil, um país, muitos mundos’

“Ser um país continental onde coabitam megalópoles como São Paulo e florestas como a amazônica, misturar religiões e etnias, fundir cozinhas e peles, fazer conviver, aos trancos e barrancos, ameríndios e japoneses, negros, pardos e brancos, ser simultaneamente pós-tudo e medieval, faz do Brasil um caldeirão de mundos. Em um momento crítico, no qual o abismo cresceu, cabe aos artistas ser uma voz de atrito e resistência. Um pouco disso aparecerá nessa seleção de artistas, onde todas as geografias se fazem presente e as muitas sensibilidades entram em combustão. Para ganharmos alguma objetividade na determinação das duplas – mantendo a questão de um país, vários mundos e a composição diversidade/adversidade – selecionamos quatro referências conceituais que irão balizar o diálogo entre as duplas. 1: pós-colonialidade e altermodernidade; 2 – religião e política; 3 – tropicalismo e gênero; 4 – conflitos sociais em uma sociedade fraturada.”


Ayrson Heráclito “Buruburu”, 2010. Duração: 2’27”, two-channel video installation.

Tatiana Blass, “Metade da Fala no Chão – piano”, 2012. Duração: 19’20”.


Introdução de Luiz Camillo Osorio.

Ayrson Heráclio (Bahia, 1968) e Tatiana Blass (São Paulo, 1979) formam a segunda dupla de artistas brasileiros apresentada em Camden Sentido. Os vídeos Buruburu (2010) de Heráclito e Metade da fala no chão – piano (2010), de Blass, revelam a multiplicidade de vozes operando no interior da cultura brasileira. Juntos e em tensão articulam corpos, músicas, opressões e silêncios. A tradição afro-brasileira posta em contato com a música de Chopin – ambas deslocadas, abafadas e reinventadas no gesto poético dos artistas – sugere um jogo de conflitos que marcou a convivência, em nada harmônica, da Casa Grande e da Senzala ao longo da história brasileira.

Buscar resgatar referências simbólicas recusadas pela cultura colonizadora e dignificar um corpo desumanizado pela tortura, perpassa os vídeos de Heráclito. A luta em busca da música que vemos na performance do pianista no vídeo de Blass é sentida e deslocada pelo corpo banhado pela pipoca – símbolo da cura nos rituais afro-brasileiros – que busca sua própria musicalidade.

O desespero e a luta diante do silencio que vai sendo imposto de fora (pelo personagem beckettiano que fica insistentemente jogando baldes de cêra no interior do piano) e a insistência dos corpos e das culturas em se reinventarem na resistência à opressão, são um ponto de contato entre estes vídeos/performances de Heráclito e Blass. São movimentos e conflitos distintos, mas ambos se encontram em luta. Outras músicas e novas culturas estão sempre ressurgindo na luta por outras modernidades e pela permanência de expressões religiosas ameaçadas.

Luiz Camillo Osorio (Curador do Instituto PIPA, ex curador chefe do MAM-­Rio e Diretor do departamento de filosofia da PUC-­Rio)).


Tatiana Blass incorpora variadas mídias, como a pintura, escultura, instalação e vídeo. Blass vêm expondo regularmente em Salões, mostras em ateliês, exposições coletivas e individuais no Brasil e no exterior desde 1998, quando iniciou sua carreira artística. Em 2011, Blass foi indicado para o Prêmio PIPA, tendo conquistado o Prêmio do Júri e o Prêmio Voto Popular por seu corpo de obras. Como parte do prêmio, ela participou de uma residência artística no Gasworks, em Londres. Em 2013, foi incluída entre os 50 artistas vivos mais colecionáveis, em uma lista publicada pela revista Art+Auction (EUA). Em 2014, participou de uma residência na Noruega, a convite da 3,14 Stiftelsen Foundation e apresentou a individual ‘Encrenca_ Trøbbel, em Kunsthuset Kabuso, Øystese, Noruega. Em 2015, Blass participou de diversas exposições individuais, como Kunstmuseum Stuttgart (Alemanha), Johannes Vogt Gallery (Zona Maco Art Fair, Cidade do México), Pinacoteca do Estado de São Paulo (Brasil), Museu de Arte Moderna de São Paulo e Paço Imperial (Rio de Janeiro).

Ayrson Heráclito trabalha com instalação, performance, fotografia e mídia audiovisual, lidando frequentemente com elementos da cultura afro-brasileira em suas conexões entre a África e sua diáspora na América. Recentemente, em 2015, Heráclito foi homenageado na Encontros de Bamako – Bienal de Fotografia Africana no Mali e nomeado na premiação Novo Banco Photo de 2015, no Museu Coleção Berardo, em Lisboa para o projeto “Os Sacudimentos – uma Reunião das Margens Atlânticas”. Heráclito participou das exposições coletivas: “A nova Mão afro-brasileira”, no Museu Afro Brasil (São Paulo, 2013); “Arte contemporânea afro-brasileira, Europalia. Brasil “, Bruxelas, Bélgica (2012); Trienal de Luanda, Angola (2010); e MIP 2, Manifestação Internacional de Performance, Belo Horizonte (2009).

***

O Instituto PIPA, em parceria com Camden Sentido, exibe uma mostra de vídeos online, com curadoria de Luiz Camillo Osorio, com o tema “Brasil, um país, muitos mundos”. Os vídeos, exclusivos para nosso site, poderão ser vistos entre junho e outubro. Veja a programação completa.

Camden Sentido é um programa anual de artes organizado pela Borough of Camden, Londres. Para coincidir com os Jogos Para/Olímpicos de 2016 e o São Paulo Arte Bienal, este ano Camden irá destacar todas as coisas do Brasil unindo o espírito do Brasil com o espírito de Camden através dos sons, cheiros, gostos, visões e sentimentos que os conectam. Camden Market será a casa de um programa central que inclui performances, shows, palestras, exposições e workshops de parceiros, incluindo Central Saint Martins, Wembley ao Soweto Foundation, Mais Um Disco, Paredes em Paredes, Argent e Camden Tour Guides. Camden Sentido também irá produzir projetos em parceria com Roundhouse, Latitude, PIPA e a Frieze de Londres.

Os autores e distribuidores dos trabalhos apresentados no pipaprize.com tem direitos exclusivos de reproduzir, distribuir e exposição dos trabalhos.  Nenhum dos vídeos nesse site devem ser baixado, direta ou indiretamente publicado, reproduzido, copiado, armazenado, modificado, vendido, transmitido, redistribuido, projetado, usado de qualquer forma ou redistribuido em qualquer suporte sem a permissão explícita dos autores.


O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA