Luísa Nóbrega conta como o estilo de vida nômade influencia em seus trabalhos em entrevista exclusiva ao Pipa

Há quatro anos Luisa Nóbrega vive entre residências artísticas e casa de amigos, nunca ficando mais de 3 meses em um mesmo lugar. Ela conta como o estilo de vida nômade influencia em seus trabalhos. Para a artista, que trabalha com questões que envolvem comunicação e linguagem, viajar é um exercício na prática da troca de códigos. Nóbrega explica: “É performance o jeito que a gente senta pra comer no restaurante, que a gente se apresenta para alguém, o jeito que a gente anda na rua, onde a gente pode sentar ou não, que tipo de roupa a gente veste em cada lugar. Tudo isso são códigos de performance”.

Em um de seus trabalhos, a artista trabalha o canto lírico e a linguagem dos sinais. Segundo a artista “os dois sistemas extrapolam a linguagem verbal de algum jeito” e Nóbrega quer pesquisar e entender a conexão entre as duas formas de comunicação.

Anualmente os artistas que participam do PIPA são convidados a gravar uma entrevista em vídeo com exclusividade para o Prêmio. Com elas conhecemos melhor os artistas, suas carreiras, idéias e motivações. As entrevistas são gravadas por Skype e produzidas pela Matrioska Filmes.

Veja algumas imagens de trabalhos do artista:

Acesse a página de Luisa Nóbrega para conhecer mais sobre sua obra, ver outros vídeos e imagens de trabalhos.



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA