Kilian Glasner exibe série de dez desenhos feitos com carvão, pastel e tinta

(Rio de Janeiro, RJ)

O artista Kilian Glasner está em cartaz na Marsiaj Tempo Galeria com sua sua mostra individual “Horizontes Artificiais”.

killian glasner

A mostra consiste em dez desenhos realizados com carvão, pastel e tintas sobre papel de vistas aéreas de cidades iluminadas. Alguns dos trabalhos incorporam o painel de cabines de avião em primeiro plano. São trabalhos de grande formato, nos quais minúsculos pontos sãos revelados após a camada de tinta ou de pastel ser aplicada. Paisagens noturnas nas quais a luz nasce do papel, revelando cartografias urbanas em preto e branco ou em cores quentes, num misto de sensações: deslumbramento, romantismo, calor, magia, sonho e mistério.

“A serie de desenhos ‘Horizontes Artificiais’ foi produzida este ano no atelier de Gravatá, região agreste do estado de Pernambuco. O lugar que escolhi para morar e trabalhar é isolado e silencioso e boa parte do tempo eu dedico a observar a paisagem ao redor, acompanhando as variações de luz. Aos poucos adquiri intimidade com a natureza e percebi que as experiências vividas neste lugar precisavam ser convertidas sobre o papel. Não quis representar a paisagem tal como a vejo aqui no campo, minha ideia foi desdobrar a realidade em novas visões espaciais. Desenhei paisagens compostas por elementos urbanos e campestres. São amplas vistas de cidades com horizontes iluminados. Os trabalhos nos lembram fotografias, mas o resultado visual está mais ligado ao desenho e a pintura. As obras nos questionam sobre o modo como ocupamos o espaço natural, o preenchendo com a iluminação elétrica. As obras servem de alerta para um tipo de poluição pouco discutida no momento, a poluição luminosa, que afeta a visibilidade das estrelas e influencia no comportamento e reprodução de varias espécies de animais. O uso das cores dessa exposição possui um efeito hipnótico, para atingir tal efeito, escolhi pasteis e pigmentos com cores fluorescentes e em seguida encontrei as melhores combinações com objetivo de realçar os contrastes. As luzes das cidades desenhadas tem um brilho encantador e parecem possuir vida própria. Me faz lembrar as cidades imaginarias dos contos literários”, revela o artista.

Entre as obras expostas destacam-se as vistas aéreas das praias do Rio de Janeiro, do bairro de Santa Teresa, de Manhattan e Budapeste. A exposição também conta com uma instalação feita no Anexo, uma das salas da galeria. A ideia da instalação é de simular o espaço do atelier do artista dentro da galeria. As paredes são pintadas com a mesma tinta preta usada nos quadros escolares onde a escrita e o desenho são feitos com giz branco, que revelam parte de seu processo criativo.

“Horizontes Artificiais”, individual de Kilian Glasner
Em cartaz até 15 de agosto

Marsiaj Tempo Galeria
Rua Teixeira de Melo, 31C
T.: 55 21 25132074
Funcionamento: de terça a sexta, das 10h às 19h; sábados das 11h às 16h



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA