Segunda parte da coletiva “IDENTITY/MEMORY”, com Alexandre Mazza, Ivan Grilo e Nazareno

(Londres, Inglaterra)

A Frameless Gallery recebe a mostra coletiva “IDENTITY/MEMORY” [“IDENTIDADE/MEMÓRIA”], que apresenta 27 artistas de diferentes nacionalidades, incluindo Alexandre Mazza, Ivan Grilo e Nazareno. A mostra foi prorrogada até o dia 23 de junho, agora com novas obras dos mesmos artistas e em um novo espaço.

Adaptado do texto curatorial, por Gabriela Davies:
Identidade e memória costumam ser classificados individualmente, ocupando funções específicas nas nossas vidas. A memória, por exemplo, parece pertencer à tradição psicoanalítica ou ao objeto da arte que é considerado por sua natureza subjetiva – dependendo amplamente do estado de mente mutável do indivíduo interessado. A identidade, por sua vez, é concreta e corresponde às definitivas respostas sim/não como status, profissão e ocupação, e, talvez, por essas características concretas, também tendem a responder grandes questões, como “Quem sou eu?”, “Em que acredito?” “O que constrói quem sou eu?”

No entanto, se os dois termos são colocados em perspectiva, alguém pode entender que os laços conectares de identidade e memória têm múltiplos formatos e moldes. Uma linha parece ser colocada entre os dois conceitos, que podem tanto conectar como dividir – como um ato simultâneo de confinamento e emancipação. Assim como todas as linhas, também é uma cisma. Entretanto, como perceber uma cisma dependendo das relações pessoais de alguém com o tópico em questão?

As obras presentes nesse projeto é composto pela montagem dos trabalhos inscritos, de artistas de todo o mundo – Brasil, México, Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Noruega, Tailândia e Austrália. Alguns dos artistas têm relações pessoais comigo, enquanto outros encontraram a proposta desse projeto online, iniciado com um formato visual durante seu estágio inicial – uma galeria virtual e evento por financiamento coletivo – e agora se conclui com uma mostra que exibe uma seleção de cada um dos trabalhos escolhidos.

Diversas conexões entre cada um dos trabalhos podem ser estabelecidas – como as obras se relacionam assim como se encaixam no tópico proposto para essa exposição. Sub-tópicos podem ser formados em constelações – uma divergência remota do núcleo, ainda assim se conectando como entidades individuais independentes entre elas próprias. Os tópicos variam de acordo com a perspectiva e a prática de cada artista, e tocam em assuntos que podem ser tanto pessoais, como a recordação de um evento, quanto impessoais, como o entendimento de mitos e identidades perdidos na herança cultural de uma sociedade. Apesar disso, é necessário que o espectador emancipe a si mesmo de qualquer forma anterior de classificação e estabeleça suas relações entre e até fora dos trabalhos apresentados na exposição.

“IDENTITY/MEMORY”, coletiva com Alexandre Mazza, Ivan Grilo e Nazareno
Curadoria de Gabriela Davies
Prorrogada até 23 de junho

The Gallery on the Corner
155 Battersea Park Road
SW8 4BU
T.:



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA