Artistas indicados PIPA 2015 | Veja as novas páginas criadas esta semana

Os artistas indicados em 2015 enviam material para compor suas páginas aqui no site. Artistas que já participaram do Prêmio em outras edições podem enviar novos materiais e terem suas páginas atualizadas.

Esta semana os artistas Benedito Nunes, Bruno Kurru, Fernando Lindote, Frederico Filippi, Gaio Matos, Jorge Menna Barreto, Oriana Duarte, Paloma Bosquê, Poro, Raquel Versieux e Rodrigo Garcia Dutra

– indicados ao PIPA pela primeira vez nesta edição – tiveram suas páginas atualizadas com imagens, textos e vídeos aqui no site. Acesse essas novas páginas para ver imagens de trabalhos e informações sobre as carreiras destes artistas.

Veja as novidades nas páginas dos artistas:
(clique no nome do artista para acessar sua respectiva página, conhecer melhor seus trabalhos e carreira)

Benedito Nunes

Natural de Cuiabá, MT, Nunes preencheu sua página com 26 imagens de suas obras, além de três textos. Um deles, escrito pela crítica de arte Aline Figueiredo. Leia um trecho: Ex-mecânico de automóveis, logo externou também a sua vocação pelo tridimensional. Fossem em carinhos de papelão, ou pela identificação por matérias e suportes diversos. Revela facilidade quase artesanal no manuseio de alicates, estiletes, tesouras, martelos, furadeiras, misturados a tintas e pinceis. Tendo sede de movimentos, das paredes ganha o chão. Intrigantes inquietações em que o realismo se mescla ao surrealismo, sem descartar, é claro, a metafísica inerente nas coisas ou assuntos simples. Nisso, ele é craque. E, coisa difícil é saber lidar com o simples.

Bruno Kurru

Bruno Kurru articula em seus trabalhos, camadas de imagens e escritos como estratégia para a construção de sua poética, mantendo reflexões contínuas sobre a ocupação do espaço, seja ele a superfície da pintura, seja o espaço real. Porém, ao suplantar uma carga ideológica, o artista desloca a função social do discurso, invertendo os sujeitos – alvo e disparador – das ações políticas. Sua página conta com 25 imagens, um texto de autoria do próprio artista, um trecho de texto de Paula Braga e o currículo de Kurru.

Fernando Lindote

Lindote nasceu em Sant’Ana do Livramento, cidade fronteiriça entre Brasil e Uruguay. Foi cartunista e chargista diário em jornais do sul do Brasil antes de se dedicar às artes visuais. A linguagem mais utilizada pelo artista, desde o início de sua trajetória em fins dos anos 1970 foi a instalação. Ao longo de seu percurso realizou performance, pintura, fotografia, vídeo, desenho e escultura para espaços institucionais e urbanos. O artista enviou para compor sua página 58 imagens de trabalhos que datam de 2014 a 1987, além de uma biografia.

Frederico Filippi

Nascido no Brasil na cidade de São Carlos, em 1983, vive e trabalha entre São Paulo e outro lugar ocasional. Investiga relações de ordem em desordem, em diversos materiais e técnicas, a partir de ideias de desorientação. Tem interesse especial no contexto de formação da identidade sulamericana. O artista trabalha com diversas técnicas, como vídeo, colagem, pintura, intervenções urbanas, entre outras. Em sua página encontram-se 21 fotos, 3 vídeos e uma biografia resumida de sua carreira.

Gaio Matos

Artista visual com mestrado em Artes Visuais pela Universidade Federal da Bahia e Professor de Práticas Artísticas na UFRB – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Seus trabalhos problematizam a construção e o entendimento do espaço e seus desdobramentos. Tento trazer a tona uma arquitetura que encontra-se invisível ou camuflada, deflagrada a partir de movimentações e fluxos e não de um projeto ou programa. Gaio Matos enviou 33 imagens de suas obras, 3 vídeos, uma biografia e um currículo.

Jorge Menna Barreto

Artista e pesquisador, há 18 anos deixa que o lugar determine aquilo que irá construir e, mais recentemente, o que irá comer. Professor no Instituto de Artes da UERJ, Rio de Janeiro, Rj e doutor em Poéticas Visuais em Artes pela USP, São Paulo, SP. Recentemente concluiu um Pós-doutorado na UDESC, Florianópolis, SC, onde se dedicou a investigar relações possíveis entre agroecologia e as práticas site-specific em arte. Acesse a página do artista para ver 76 imagens de obras que datam de 2015 a 1996.

Oriana Duarte

Nascida em Campina Grande, PB, em 1966, Oriana Duarte vive atualmente em Recife, PE. Doutora e Mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP, São Paulo, SP, 2012; 2000) e bacharel em Desenho Industrial pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE, Recife, PE, 1991), é professora do Departamento de Design da UFPE. Para divulgar sua obra a artista selecionou 40 imagens de suas obras.

Paloma Bosquê

A artista, que é representada pela galeria Mendes Wood DM, nasceu em Graça, SP, em 1982. Atualmente vive e trabalha na capital paulista, onde desenvolve sua pesquisa e produção artística em torno de questões que envolvem materialidade, estrutura e fisicalidade em meios variados. Seu trabalho resulta do processo direto de investigação da matéria e suas relações físicas e simbólicas com o espaço e o espectador. Para compor sua página Paloma enviou 14 imagens de trabalhos de autoria além de uma biografia.

Poro

Poro é um coletivo composto por Brígida Campbell e Marcelo Terça-Nada!. Com o seu trabalho o Poro procura levantar questões sobre os problemas das cidades através de uma ocupação poética dos espaços. Atua desde 2002 com trabalhos que buscam: apontar sutilezas, criar imagens poéticas, trazer à tona aspectos da cidade que se tornam invisíveis pela vida acelerada nos grandes centros urbanos, estabelecer discussões sobre os problemas das cidades, refletir sobre as possibilidades de relação entre os trabalhos em espaço público e os espaços “institucionais”, lançar mão de meios de comunicação popular para realizar trabalhos e reivindicar a cidade como espaço para a arte. Acesse a página do coletivo e veja 40 imagens, 2 vídeos, 4 e-books e um texto sobre as ações da dupla.

Raquel Versieux

Mestre em Linguagens Visuais pela UFRJ, Rio de Janeiro, RJ (2014), Raquel atualmente é professora do curso de Artes Visuais na mesma instituição. Bacharel em Desenho pela UFMG, Belo Horizonte, MG (2011). Estudou Fotografia na ENSAV La Cambre, Bruxelas, Bélgica (2007/08) e cursou Antropologia UFMG, Belo Horizonte, MG (2003-06). A artista enviou 6 imagens e uma biografia resumida de sua carreira.

Rodrigo Garcia Dutra

Sua prática de pesquisa artística remonta momentos no tempo que influenciaram a estética do mundo como nós o percebemos hoje. Ao construir uma coleção de fatos, objetos encontrados, presentes e lugares por onde viajou, o artista re-trabalha estes elementos através de desenho, pintura, fundição em bronze, traçados de carvão, edição de vídeo e arranjo / re-arranjo deles no espaço para dessa forma colocar estes momentos ou situações em evidência lançando uma nova luz sobre eles. Em sua página encontram-se 20 imagens e um texto sobre sua carreira.

Acesse as páginas dos artistas. Veja também a lista completa dos artistas participantes em 2015.



O PIPA respeita a liberdade de expressão, e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site odem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos.
Copyright © Instituto PIPA