Daily Archives: 11 de abril de 2014

PIPA 2014 | Artistas Participantes

Veja a lista de artistas já confirmados como participantes do PIPA 2014.
Para concorrerem ao Prêmio os artistas precisam ter sido indicados por pelo menos um membro do Comitê de Indicação.
Cada indicado deverá assinar o Termo de Compromisso no qual declara que concorda com o Regulamento e se compromete a cumprir com o Cronograma desta edição.
Este ano foram 70 artistas indicados. Até o momento temos 35 participações confirmadas, das quais 9 de artistas que já concorreram ao Prêmio em outras edições. Veja quem são eles.

Novas páginas e atualizações | Artistas PIPA 2014

Os artistas indicados já começaram a mandar material para compor suas páginas aqui no site.
Artistas que já participaram do Prêmio em outras edições podem enviar novos materiais e terem suas páginas atualizadas.
Esta semana duas novas páginas foram criadas: as dos artistas estreantes no Prêmio, Beto Shwafaty e Laura Vinci. Nelas você vê imagens de trabalhos e informações sobre suas carreiras.
Já Gisele Camargo, Thiago Martins de Melo e Wagner Malta Tavares – que já participaram de outras edições do PIPA – atualizaram suas páginas com textos, fotos e vídeos.
Veja o novo conteúdo do site.

“Acervo MAM – Obras restauradas” e “4×3 – A arte do cartaz de cinema” | Último final de semana no MAM-Rio

(Rio de Janeiro, RJ) “4×3 – A arte do cartaz de cinema” e “Acervo MAM – Obras restauradas” terminam neste final de semana no MAM-Rio. A primeira oferece ao público a oportunidade de rever importantes obras de acervo, que há tempo aguardavam restauro. A segunda mostra a linguagem particular do cartaz cinematográfico, constituída nas primeiras décadas do século XX em meio à formação da indústria cinematográfica. Seguem ainda em exibição as mostra de Ron Mueck e “A Inusitada Coleção de Sylvio Perlstein”, além de duas exposições de longa duração. Veja também as programações do Núcleo de Educação e Arte e da Cinemateca do Museu.

“Josephine Baker e Le Corbusier no Rio – um caso transatlântico” | Com Matheus Rocha Pitta e Laercio Redondo

(Rio de Janeiro, RJ) Mostra com abertura marcada para a próxima terça-feira trata do encontro da dançarina, cantora e atriz Josephine Baker com o arquiteto renomado Le Corbusier, no Rio de Janeiro em 1929. Serão expostas fotos e documentos do casal, incluindo o trajeto a bordo dos navios transatlânticos, obras de arte de artistas como Flávio de Carvalho, Marcel Gautherotl e Steven Cohen e paralelamente, trabalhos sobre o Movimento de Arte Pornô, exemplos recente da estética criada por Josephine.

Tatiana Blass e Marcelo Cipis lançam livros infantis neste final de semana

(São Paulo, SP) Em “A Família Mobília”, sua estreia como autora, Tatiana Blass inventou uma família composta por móveis – uma televisão que quer ser o centro das atenções, um tapete que está sempre por baixo, um quadro que não tira a cara de paisagem do rosto e um sofá que passa o dia cochilando. Já Marcelo Cipis criou, como personagens de seu livro-imagem interativo, uma liga de super-heróis desastrados com os quais o leitor pode criar diferentes histórias. Os dois livros serão lançados juntos em uma livraria paulista, no dia 12 de abril.

Abertura de “Wave”, individual de Renan Cepeda

(Rio de Janeiro, RJ) Os olhos já não podem ver esta luz que o carioca Renan Cepeda persegue há mais de duas décadas, investigando os limites da radiação infravermelha que compõe o espectro da luz. Dedicando-se hoje integralmente à fotografia de arte, Renan Cepeda é reconhecido pelas pesquisas sobre técnicas fotográficas incomuns, como a fotografia infravermelha e o light painting, tendo sido contemplado por vários prêmios no Brasil e no exterior. A abertura acontece esta semana, no Rio de Janeiro.

Exposição individual “Metamorfose”, de Toz

(Rio de Janeiro, RJ) Em 2010 Toz criou Insonia, criatura mística que representa o universo das noites perdidas, através de uma cartela de cores soturnas e escuras. Mais tarde, em 2012, o público descobriu o Vendedor de Alegria, que em contrapartida exibe uma cartela de cores vivas e faz referências ao dia, aos domingos de praias, a luz.
Duas entidades fortes criadas por Toz, que ele reúne pela primeira vez em “Metamorfose”, exposição individual que traz várias obras inéditas, em telas, fotografias, objetos e instalações.

Jonathas de Andrade participa de exposição coletiva em Dublin

(Dublin, Irlanda) “The mind was dreaming. The world was its dream” reúne artistas que revisitam a história através de narrativas pessoais e encenadas. Na exposição Jonathas de Andrade apresenta “4000 Disparos”, um filme gravado em preto-e-branco Super 8, nas ruas de Buenos Aires. Nele, Andrade capturou os rostos de 4000 homens anônimos e posteriormente as imagens foram compiladas em uma montagem de velocidade agressiva, na qual os rostos viraram um só borrão. O filme faz referência aos argentinos desaparecidos durante o período da ditatura, na década de 1970.

“Aparição”, coletiva com curadoria de Fernanda Lopes

(Rio de Janeiro, RJ) O título desta exposição é inspirado por uma fala atribuída ao escultor renascentista Michelangelo sobre seu processo de trabalho e seu papel como artista: “Em cada bloco de mármore vejo uma estátua; vejo-a tão claramente como se estivesse na minha frente, moldada e perfeita na pose e no efeito. Tenho apenas de desbastar as paredes brutas que aprisionam a adorável aparição para revelá-la a outros olhos como os meus já a vêem”. Esta é a última semana de exibição da coletiva, que tem participações de Ana Paula Oliveira, Debora Bolsoni, João Loureiro, Matheus Rocha Pitta e Wagner Malta Tavares.

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA