0

Bienal de São Paulo apresenta projeto para sua 33ª edição

(São Paulo, SP) A data parece longínqua, mas quem trabalha no mundo das artes sabe que já é necessário se preparar. No dia 06 de novembro, uma segunda-feira, a Bienal de São Paulo convida profissionais de instituições culturais de todo o país ao Itaú Cultural para apresentar o projeto de sua próxima edição, a ser realizada entre 7 de setembro e 9 de dezembro de 2018. O evento será mediado pelo curador da 33ª Bienal, o espanhol Gabriel Pérez-Barreiro.

0

As muitas “Histórias da Sexualidade” em coletiva do MASP

(São Paulo, SP) A sexualidade atravessa a história da arte de mais maneiras que podemos enumerar. “Histórias da Sexualidade”, que abriu no Museu de Arte de São Paulo nesta quinta-feira, apresenta trabalhos de mais de 60 artistas para contar algumas destas histórias. Entre eles, Aleta Valente, Ayrson Heráclito, Erika Verzutti, Lyz Parayzo, Rafael RG e Virgínia de Medeiros.

0

Guilherme Gutman assina a curadoria de “Luxe DeLuxe”

(Rio de Janeiro, RJ) Integrante do Comitê de Indicação do Prêmio em 2016, Guilherme Gutman foi o responsável pela curadoria de “Luxe DeLuxe”, que começou na Portas Vilaseca Galeria esta semana. Para a ocasião, escreveu textos sobre os quatro artistas que participam da mostra, Ayrson Heráclito, Pedro Victor Brandão, Raquel Nava e Anitta Boa Vida. Leia-os na íntegra neste post.

0

Os quatro elementos da natureza na individual de Cadu

(São Paulo, SP) Considerada pelo Guinness World Records a palavra mais sucinta do mundo, o vocábulo indígena “Mamihlapinatapai” descreve um sentimento complexo: o olhar compartilhado entre duas pessoas que se entendem e concordam com algo não falado. Ela dá nome à individual que Cadu, vencedor do Prêmio PIPA 2013, inaugurou na Galeria Vermelho na terça-feira.

0

Marcius Galan em individual em São Paulo

(São Paulo, SP) Deslocar-se para dar novos sentidos às coisas e desconfiar do “real”. É com essa proposta que “Penetra”, individual do vencedor do Prêmio PIPA 2012 Marcius Galan na Fundação Ema Kablin, conduz o visitante. O deslocamento é o meio pelo qual o artista propõe que o visitante desafie sua percepção do objeto, da forma, do material e, de modo geral, do mundo.

0

Com curadoria do filósofo Georges Didi-Huberman, exposição coletiva reflete sobre os levantes sociais

(Pinheiros, SP) A finalista do Prêmio PIPA 2016 Clara Ianni faz parte de uma mostra itinerante que começou na França, já passou por Barcelona e Buenos Aires e agora se instala no Sesc Pinheiros, em São Paulo. “Levantes” começa amanhã, 18 de outubro, e leva a curadoria do filósofo e historiador da arte francês Georges Didi-Huberman. Para a exposição em São Paulo, Huberman propôs ainda a inserção de obras que estejam diretamente relacionadas ao contexto do país, de forma a inserir discursos locais fundamentais para a reflexão sobre as mobilizações sociais.

0

Projeto promove o intercâmbio entre galerias de São Paulo e galerias de outros estados

(São Paulo, SP) Como parte do projeto “Galerias recebem galerias”, que busca aproximar galerias paulistanas a galerias de outras cidades, promovido pela Art Weekend São Paulo, a Galeria Vermelho recebe a coletiva “Ocupação Silvia Cintra + Box4”, que reúne os trabalhos de cinco artistas representados pela Silvia Cintra + Box4, entre eles os indicados ao Prêmio PIPA Laercio Redondo e Maria Kablin. A Blau Projects também participa com a exposição “Partilhas, presenças, projetos”, numa parceria com a galeria carioca Portas Vilaseca.

0

“Negros indícios” discute a identidade negra no Brasil

(São Paulo, SP) Discutir o racismo é cada vez mais urgente. “Negros Indícios”, exposição em cartaz na Caixa Cultural SP, reúne os trabalhos de 12 artistas afrodescendentes, entre eles Antonio Obá, finalista do Prêmio PIPA 2017, e Musa Michelle Mattiuzzi, uma das vencedoras do PIPA Online 2017, que propõem uma reflexão sobre a questão racial, institucionalizada através da história, e suas repercussões nos dias de hoje.

0

Coletiva e individual lado a lado em galeria paulista

(São Paulo, SP) A Galeria Millan inaugurou duas exposições esta semana. Com curadoria da indicada ao Prêmio PIPA 2010 e 2017 Regina Parra, “Respirar sem oxigênio” explora como o corpo contemporâneo pode se transformar em lugar de potência através do trabalho de 24 artistas, seis deles indicados ao Prêmio PIPA. Já “Miss Natural e outras pinturas” individual da indicada ao Prêmio PIPA 2017 Ana Prata, apresenta cerca de 20 pinturas à óleo.

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA